5 artistas que influenciaram o primeiro disco solo de Aloizio

Depois de passar pela banda Lafusa, lá de Brasília, e viver no limbo do trabalho com publicidade, Aloizio resolveu montar um projeto solo e buscar viver de música. O primeiro fruto dessa nova empreitada é o disco Esquina do Mundoque está disponível para download no site dele e para streaming no Spotify, Rdio, Deezer e Soundcloud. “O Esquina do Mundo sem dúvida é um disco de muitas influências distintas, o que na verdade é bastante comum na música hoje. Apesar de ter bebido em várias fontes, meu objetivo era criar algo cheio de personalidade, cru e diferente do que eu já tinha feito”, conta Aloizio. Por isso, mostramos aí o que foi que o brasiliense radicado em São Paulo sentiu como uma influência para este álbum.

 

St. Vincent

A Annie Clark é sem dúvida uma das pessoas mais inovadoras do mundo da música. Em cada disco dela, você vê uma abordagem nova nas letras, no som e na personalidade. Eu a conheci em 2008, quando a vi abrindo o show do Death Cab For Cutie em Nova Iorque. Fiquei totalmente encantando  por tudo o que ela fez no palco e nunca mais parei de acompanhá-la. Todos os discos dela foram revisitados durante a gravação. A construção de arranjos e vibes foram muito influenciados pelo trabalho dela, mas sempre tentando “abrasileirar”.

 

Caetano Veloso

O Caetano já era incrível por toda sua obra, mas tudo o que ele fez nestes últimos três discos com a banda Cê nenhum outro artista no Brasil conseguiu fazer, nem dos novos e nem dos antigos. Ele conseguiu mostrar pro mundo como é esse tal ”rock carioca”, que mescla com toda a música brasileira. Com letras e abordagens maravilhosas e arranjos crus e bons. Ele consegue dialogar com todos os públicos e todas as idades. O Felipe (produtor do Esquina do Mundo) chegou a trabalhar na gravação do Abraçaço e esse foi um dos grandes motivos da gente ter resolvido gravar no mesmo estúdio e tentar chegar próximo dessa sonoridade.

 

Fiona Apple

Eu não sei como esse disco da Fiona Apple não é mais falado e comentado por aí. É incrível! Se alguém precisa entender o que é “interpretar com emoção”, ou como fazer um álbum ter personalidade, é só escutar esse. Mesma vibe dos discos do Caetano, cru e bom.

 

Radiohead

A banda mais inovadora de todos os tempos da última semana. Precisa falar alguma coisa?

 

Novos Baianos

O meu grande sonho é ter uma banda assim, repleta de compositores e misturando tudo o que há de melhor. Não tem como falar de composição popular brasileira e não ser influenciado por essa turma maravilhosa. O swing quebrado veio muito daqui.

 

Bônus: Jack White

O cara que influencia tudo o que é feito. A Annie Clark é uma versão masculina (e hoje, digital) dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *