A primeira vez do The Virgins em Porto Alegre

Foto: Daniel Lacet

Noite de sexta-feira treze, fria e chuvosa em Porto Alegre. Pela pista ainda vazia só se ouvia falar de como os caras de uma banda indie perderiam sua virgindade, ali, logo mais. E foi assim que o The Virgins subiu num palco em Porto Alegre pela primeira vez. Piadinhas à parte, a vinda dos gringos ao Brasil só foi possível graças ao festival GIG Rock, evento promovido pelo Beco 203 e que este ano contou também com os shows do A Place to Bury Strangers e The Whip.

Nas festas, as suas canções, ora animadas e ora mais calminhas, já eram bastante conhecidas, mas para muitos a banda ainda era novidade. Tendo lançado apenas um álbum, um EP, e o recente single “Venus in Chains”, os americanos do The Virgins chegaram ao palco ainda acanhados. O vocalista Donald Cumming parecia não ter se quer aquecido a sua voz, mas também não se importou de fazê-lo na frente de todos que aguardavam os primeiros acordes da noite.

E começou! Sempre caloroso, não demorou muito para o público soltar os primeiros gritinhos em meio a uma galera que já dançava e outra que ainda se acomodava pela pista. Logo nas primeiras músicas ficou evidente que o show não fugiria do padrão apresentado no disco da banda, e que o gig não abriria espaço para um solo de guitarra mirabolante ou aquele papo bacana com o público entre uma música e outra. Não vou mentir, para mim, pareceu que o clima demorou a esquentar.

Mas nem só de tédio vivem os rapazes do The Virgins. Duas das três músicas mais aguardadas da noite ganharam destaque no setlist: os hits “Rich Girls” e “Fast Times” botaram groupies e hipsters carrancudos pra cantar. E olha aí, tem até vídeo de “Rich Girls” rolando no Youtube:

Mas eu disse “duas das três músicas mais aguardadas”, pois o já considerado hino da banda, “Teen Lovers”, não teve vez por aqui.

Num todo, não foi ruim – mas também não foi bom. Há quem diga que é típico de “primeira vez”, talvez. Quem sabe na próxima os meninos do The Virgins estejam mais soltinhos. Aguardemos.

Fotos: Daniel Lacet

  • Pérfida Perfídia

    Resumindo: aparição prematura em terras Braziles!!!

  • Pérfida Perfídia

    Resumindo: aparição prematura em terras Braziles!!