Os 45 anos de “A Saucerful Of Secrets”, o segundo álbum do Pink Floyd

Gravado nos estúdios Abbey Road entre agosto de 1967 e abril de 1968, o segundo LP do Pink Floyd marca o último trabalho da banda com Syd Barrett na formação. A esquizofrenia de Barrett (agravada pelo abuso de LSD) tinha chegado a um ponto em que os demais integrantes não podiam mais contar com o talento de outrora do fundador e até então e principal compositor do grupo. Para preencher essa lacuna, David Gilmour, um velho amigo de Syd e Roger, foi convocado.

A formação do Pink Floyd em 1968, durante as gravações de “A Saucerful of Secrets”

A Saucerful Of Secrets traz alguns temas extremamante experimentais até mesmo para os padrões psicodélicos da época, como a faixa título e “Corporal Clegg”, a única música do Pink Floyd cantada pelo baterista Nick Mason.

Abaixo, uma raríssima performance do grupo na TV belga em 1968.

Apesar de ser o único álbum com os cinco integrantes da história do grupo, apenas “Set the Controls for the Heart of the Sun” foi gravada com todos eles tocando juntos. Uma verdadeira pérola.

Outra curiosidade sobre “Set the Controls for the Heart of the Sun” é a sua relação com O Guia do Mochileiro das Galáxias. Em uma das melhores passagens da obra de Douglas Adams, o escritor menciona o “mais barulhento grupo de todos os tempos”. Esse grupo se chamava Disaster Area e destruiu uma espaçonave após direcionar-se contra uma estrela. Sua música era tão alta que os fãs precisavam assistir aos shows a partir de uma razoável distância. Essa ideia veio de “Set The Controls For The Heart Of The Sun”.

Os vocais de Richard Wright também merecem destaque. No total, o tecladista canta em quatro das sete faixas apresentadas. Em nenhum outro álbum do Pink Floyd o músico teria tanto destaque como principal vocalista.

“A Saucerful of Secrets” foi o grande momento de Rick Wright no Pink Floyd

O resto da história todos vocês já sabem, Syd Barrett foi demitido no meio das gravações, com apenas uma única composição aproveitada (“Jugband Blues”) e o Pink Floyd seguiria outro rumo, lançando grandes álbuns.

Até hoje A Saucerful Of Secrets é considerado o LP mais estranho do Pink Floyd, acusado de ser muito espacial e sombrio demais. Talvez seja mesmo, mas é tudo isso que faz dele um clássico.

Para finalizar, a íntegra de A Saucerful Of Secrets. Boa viagem.

Let there be more light
Remember a day
Set the controls for the heart of the sun
Corporal clegg
A saucerful of secrets
See-Saw
Jugband blues