Algumas poucas palavrinhas nada imparciais sobre o Jukebox Festival

Como vocês já devem estar cansados de saber, no último fim de semana aconteceu o primeiro festival do Move That Jukebox. Batizado convenientemente de Jukebox Festival, o evento contou com 11 bandas, que se apresentarão em dois e que fizeram brilhar os olhos de muita gente – especialmente os nossos, as pessoas que fazem o Move diariamente.

Muito obrigado a todos os que foram prestigiar o momento mais importante do blog em seus quase 4 anos de vida. De coração. Vi muita gente se esgoelando pra cantar junto as músicas que rolaram; vi pessoas se arrastando de cansaço às 5 e pouco da manhã, depois de uma maratona de shows; vi bandas iniciantes que têm um puta potencial pela frente se matando no palco para entregar o melhor show possível; vi apresentações incríveis que nunca tinha tido a oportunidade de presenciar de perto; vi o show, desculpem-me pela parcialidade, inesquecível do Bidê ou Balde, que me fez pular até altas horas da madrugada de sexta pra sábado.

E apesar de alguns erros e tropeços no percurso – sempre existem, ainda mais considerando que esse foi o nosso primeiro festival -, o saldo foi extremamente positivo e todas as dores de cabeça e as noites mal dormidas foram recompensadas por elogios sinceros e cumprimentos de amigos e de pessoas que admiro há anos, mas que não tinham a menor obrigação de estarem ali – nem de falarem bem. E, por toda a excelência na organização e produção do Jukebox Festival, meus parabéns e agradecimentos eternos também à Caleidoscópio Eventos, que seguiu firme com o Move desde o começo até a última nota ser tocada pelo The Twelves, em horário já bem avançado na madrugada de domingo. Impossível citar todo mundo, mas não poderia deixar de exaltar a ajuda e o apoio essencial de pessoas como Mahê, Luiz, Renata, Thiago, Marçal e toda a crew do blog, presente (quase) em peso nos 2 dias de festa.

Novamente, valeu mesmo a todos os envolvidos, direta e indiretamente, nesses meses de produção. O que fizemos no último fim de semana é pra ficar guardado, pelo menos pra mim, ao lado de momentos como os shows do Radiohead e do Paul McCartney no Brasil. Afinal, perdão pela pieguice, o primeiro festival a gente nunca esquece.

E que venha o Jukebox Festival #2. =)

P.S.: já, já o Hick Duarte chega com as fotos tiradas na festa. Não saiam daí.

  • tatu

    Foi foda!!! parabéns!

  • Também vou ser parcial.
    Foi fantástico!
    E é um orgulho fazer parte da história do Move.

  • Igor “Sabiá” Borges Resende

    shooww!!!

  • Karina

    Foi muito bom! Pulei horrores e que venha o segundo jukebox festival! 🙂

  • Pingback: Jukebox Festival em fotos | Move That Jukebox()