Andrio’s Jukebox (Superguidis)

Líder de uma das melhores bandas gaúchas da década, Andrio Maquenzi, guitarrista e vocalista do Superguidis (@superguidis), bateu um simpático papo com a gente e nos revelou quais são suas bandas do coração – e também aquele artista que rende zoações de seus amigos:

andrio

Good Times Bad Times – qual banda/artista sempre esteve ao seu lado, como trilha sonora de sua vida, tanto nos momentos ruins quanto nos bons?
Beck é um cara tão versátil que me acompanha tanto nos momentos ruins (caso do Sea Change) como nos bons (Odelay, Midnite Vultures). Andei redescobrindo também os primeiros do Green Day, saindo para trabalhar em dia ensolarado e cara, como eles eram fodas!

E o hype? – o que você tem escutado de novidade?
Muita coisa independente nacional: as gaúchas Loomer, ProzaK, Megadrivers, Zava, GRU. Também tem Tiro Williams (DF), Turbo (PA), e Fadarobocoptubarão (MG) – esses são bons até no nome das músicas!

Do the D.A.N.C.E. – o que não pode faltar na hora de soltar a franga na pista?
Freak Scene“, do Dinosaur Jr., “Star Sign“, do Teenage Fanclub. Duas tá bom, até porque eu não sou o rei das pistas, hehehe.

Qual a melhor música para extravasar toda a malevolosidade existente?
Cara, não apenas uma música e sim um disco todo: Burn Out Your Name, do Screamfeeder – banda australiana de rock alternativo dos anos 90. O disco todo é uma enxurrada de guitarras e estimula o exorcismo.

Você não vale nada mas eu gosto de você – todo mundo tem um guilty pleasure, vai. Aquela banda que, quando começa a tocar no computador, você desabilita o last.fm o mais rápido que pode.
Cara, eu curto pacas Zé Geraldo, mas não tenho vergonha disso, hehe! Aliás, sofro um certo preconceito pelos meus amigos roqueiros mais próximos, que não entenderam o cara.