Assista a “Too Old To Be New, Too New To Be Classic”, doc. sobre os 12 anos do selo DFA

dfa

Que atire o primeiro cowbell quem nunca dançou com as batucadas e guitarras ecoadas de “House of Jealous Lovers” martelando na cabeça. A faixa, clássica do dance punk no começo da década passada, dá início a Too Old To Be New, Too New To Be Classic, mais novo documentário da Red Bull Music Academy, braço musical da marca de energéticos que te dá asas.

Em discussão, os 12 anos do selo independente DFA, casa e ex-casa de nomes como The Rapture, Holy Ghost, Yacht, Hercules and Love Affair, Hot Chip e, obviamente, o LCD Soundsystem. “Obviamente” porque James Murphy, mente por trás do findado grupo nova-iorquino, é também um dos donos da DFA Records.

Dirigido por Max Joseph e com narração de Marc Maron, comediante e criador do podcast WTF, o registro conta, em pouco mais de 13 minutos, como o selo surgiu e começou a agregar bandas e sonoridades próprias. Do estagiário da “firrrma” à vibe atual de bon vivant de Murphy, todos passam pelas lentes do documentário, que é essencial pra quem se interessa por histórias de iniciativas que começaram “na raça”, meio que “do nada”, mas que prosperaram – e que hoje são casas de gente que curte fazer diferente: