Banda Gentileza no Espaço +Soma, em São Paulo – 14.11.09

No sábado (14), resolvi que ia ver o show de lançamento do CD da Banda Gentileza. Na verdade, decidi isso assim que fiquei sabendo que haveria um show, algumas semanas antes. Uma chuva rápida me fez questionar a decisão, mas quis Deus que a chuva parasse antes da hora de eu sair de casa. Percebi que era um sinal do @OCriador, e fui rumo a Vila Madalena.

Quando eu cheguei, umas 21h30, tinha acabado de começar “Coracion”. O espaço +SOMA é um lugar muito cool: belos quadros nas paredes, gente bonita e descolada pra todos os lados. Talvez por isso, pelo clima “somos uma galeria de arte”, que eu tenha achado um tanto estranho estar em um show às 21h30, com todas as luzes acesas e um público meio tímido. A gente quer dançar, mas fica meio acanhado, né? Nada que umas duas garrafinhas de cerveja não resolvessem.

banda gentileza

A ordem das músicas foi parecida com a do CD: “Coracion” e, em seguida, “O Indecifrável Mistério de Jorge Tadeu”. Eu não posso garantir com toda a certeza (nota mental: levar um caderninho para anotar o setlist nos próximos shows), mas acho que foi em “Pseudo Eu” que o Créu foi citado em todas as suas velocidades. Impagável.

É interessante ver a reação das pessoas diante de músicas tão diferentes uma das outras. Por exemplo: em “O Estopim”, a maioria das meninas dançava de um lado para o outro, como uma verdadeira valsa. Já em “Preguiça” ou “Maior com Sétima, as pessoas sambavam como se não houvesse amanhã. “Seu Capricho, Meu despacho” foi eleita a trilha sonora da próxima novela das 6 por algum fã, que recebeu o consentimento de Heitor Humberto, vocalista.

Preciso dizer que, em “33B”, Heitor teve uma performance admirável com as maracas: com direitos a gritinhos de “arriba!” e “aiaiaiai!”, foi impossível não se divertir. A música não estava entre as minhas favoritas do álbum, mas hoje ocupa os primeiros lugares do meu coração. O plus veio Plínio Profeta, o produtor que é “mó onda” e “excelente” (tive a sensação que isso é alguma piada interna entre a banda e o próprio Plínio, porque essas palavras foram ditas repetidamente), que participou tocando cavaquinho tanto em “Preguiça” quanto em “33B” (vide foto acima).

Todas as músicas foram tocadas de uma forma tão alegre que era visível o quanto a banda estava se divertindo. Heitor é um showman, de verdade. O palco ficou pequeno pra tanta energia. Quanto aos detalhes mais técnicos, infelizmente eu não poderei dá-los. Do ponto de vista de uma amadora (leia-se pessoa que não sabe o que é maior com sétima) todos os instrumentos foram muito bem executados. E não foram poucos: de violino a cavaquinho, tudo foi tocado com maestria.

O show terminou com “Afinal de Contas” (impossível não lembrar da roda de “Copacabana”, do Móveis Coloniais de Acaju) muito animada, com dancinhas muito loucas no final.

banda gentileza

O próximo show em São Paulo, no dia 05/12, será na Funhouse, e promete ser ainda mais divertido: em uma balada e sob o efeito do álcool, as pessoas costumam ser muito mais receptivas. Minha presença está mais que garantida.

Menções Honrosas:

Aos gatinhos do Sabonetes, que estavam presentes no local apoiando seus conterrâneos.

Ao meu querido e amado namorado, Thiago, que me apresentou a banda, e também ao vocalista Heitor, mesmo que minha timidez não tenha deixando eu completar uma frase inteira com sentido.

Fotos: Victor Caputo

1 Comentário para "Banda Gentileza no Espaço +Soma, em São Paulo – 14.11.09"

  1. Pingback: Veja resenhas e fotos da Banda Gentileza | Agência Alavanca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *