Brendan Benson no Cine Joia (SP – 22/05/2013)

Brendan Benson

Nem ser um dos mais competentes compositores de sua geração (e da atualidade) foi o suficiente para Brendan Benson encher o Cine Joia na noite de ontem (22). Não foi o bastante pra encher, nem pra rechear bem. Com bastante conforto para o público, o músico subia ao palco com toda sua experiência de cinco discos solos, mais a referência para alguns do público ali por ser um dos líderes do Raconteurs ao lado de Jack White, e com uma série de boas canções power pop para apresentar à plateia.

Com simpatia e execuções perfeitas e empolgantes, Benson só cometeu um grande pecado com os presentes: o setlist muito curto. Quase comprometendo o resultado da noite, as somente 12 músicas tocadas não foram suficientes nem para completar uma hora de show. Ficou óbvio que o músico só preparou um setlist fechado para tocar na Virada Cultural Paulista (nesse fim de semana em Presidente Prudente e Marília). O evento só permite uma hora de show para cada atração e foi pra isso que o americano veio ao país com sua banda de apoio. Porém, para a noite do Cine Joia, com seu público pagante (ou não) que esperava um show completo, isso foi decepcionante, já que deixou grande parte dos seus hits esperados de fora.

Brendan Benson

Porém, o que foi curto, foi ótimo. Com apenas uma formação de banda de rock básico (guitarra, teclado, baixo e bateria), Benson fez muito com pouco e mostrou por que bons refrões, melodias empolgantes e arranjos diretos são coisas sem prazo de validade. Quando se faz boa canção, a reação é inevitável: os fãs puderam se divertir e se emocionar com “Good to me”, “Cold Hands Warm Heart”, “Whole lot Better”, “Tiny Spark”, entre outras.

Basear maior parte de seu setlist em canções do disco novo foi a forma do músico mostrar que sempre está “na sua melhor forma”. Outra estratégia foi inserir “Steady as She Goes” em seu repertório, juntamente com “Hands”, que já se fazia presente em seu repertório – ambas do Raconteurs, onde ele é o integrante favorito de algumas garotas empolgadas que estavam ali em frente ao palco e mostraram a plaquinha “Amamos você mais do que Jack White”, tirando uma risada do músico e comentários sobre essa “disputa” de atenções.

Brendan Benson

Se saí do show com a sensação de que aquilo deveria ter sido mais longo (até por uma consideração com o público mesmo), saí também impressionado com o talento de Brendan Benson para criar canções tão bonitas quanto divertidas. Era algo que esperava poder assistir ao vivo ao lado dos amigos, gritando refrões e me empolgando com todos os momentos. Isso funcionou. Então agora resta esperar que essa falha de fazer algo tão curtinho seja o anúncio de uma volta do cantor ao Brasil em breve, durante a qual ele possa fazer tudo aquilo que deixou de fazer – e repetir tudo que soube fazer de bom.