“Bring The Light” é a primeira música divulgada pelo Beady Eye

Falei ontem e, hoje cedo, a faixa mais esperada da semana chegou pra dividir opiniões. Na verdade nem procurei saber muito o que o pessoal tá dizendo, mas vamos nos basear no fato de que Liam Gallagher nunca foi – nem será – uma unanimidade, certo? A real é que o Beady Eye agora tem uma música como cartão de visitas. E o cartão te convida pra dançar aquele rock n’ roll maroto com toques de blues que tocavam nos BAILES frequentados por nossos pais.

Se isso é bom? Não é ruim, pelo menos (/oclebermachado). Como um fã praticamente incondicional de Oasis, sempre tive receio do dia em que ouviria os sons frutos da separação da banda. Principalmente por parte de Liam. Afinal, duvidar da capacidade de Noel Gallagher de criar canções memoráveis por conta própria é ignorar parte considerável do rock feito na Inglaterra nos anos 90. E hoje, finalmente, chegou “Bring The Light”, que foi disponibilizada lá no site do Beady Eye. Aqui embaixo também dá pra ouvir:

Gostou? É dançante, tem letra simples e com alguns clichês, pianinho vintage, bateria bem marcada, backing vocals que você não esperaria encontrar em faixas do Oasis, Liam se sentindo bem à vontade e gritando “Baby, c’mon!” a plenos pulmões. Precisava de mais? Aí é que tá. A sensação que fica é que, por enquanto, “Bring The Light” segura a onda até um disco inteiro chegar – mas e depois? Conseguiria um CD de, sei lá, 11 temas como este se sustentar por si só? Apesar do receio, tô com o Beady Eye e não abro. Mas que falta um PLUS A MAIS, falta.

  • Maravilha! Gostei, ótima notícia. Só eu achei a voz do Liam ligeiramente “John cantando Twist and Shout”?
    Espero vê-los no Rock in Rio 2011

  • Putz, falou aí exatamente tudo que venho pensando desde que acabou o Oasis (pela última vez). O Liam não é nem de longe o ponto alto da banda, podem achar Song Bird bonitinha, mas não chega perto do que o Noel faz.

    Fiquei surpreso com essa música, melhor do que eu esperava. Mas logo pensei isso: um CD inteiro disso? Definitivamente não se sustenta. O que nos resta é esperar mesmo.

  • Tava ansioso pra ouvir essa música hj. No meu trabalho não dá.
    Curti!
    Podemos esperar coisas boas desse doido aí.

  • Márcio

    Eu gostei, agora vamos esperar o cd pra ver as outras musicas, mais acho que vem coisa boa por ae.

    Agora to mais ansioso que antes!!!!

  • Matheus

    olha, não gostei mesmo. pra mim parece mais uma tentativa de ser igual aos Beatles, mas é uma música tão obvia, não chega aos pés do que o oasis já fez. Liam pode ser um ótimo cantor, ou no mínimo ter uma voz interessante, mas pra compôr por enquanto não convenceu.

  • Neto,

    Perfeito teu comentário sobre Bring The Light.

    Eu não esperava, de jeito nenhum, backing vocal feminino em uma música solo do Liam. Esperava muita coisa, talvez baterias eletrônicas como naquela dupla que o Liam fez parceria certa vez… Esperava guitarras mais marcantes…

    Mas Liam soltou uma música sem base de guitarras (aliás, uma guitarra só! cadê o andy?), três acordes e backing vocals femininos.

    Deve estar rindo muito, enquanto Noel prepara algo elaborado pra caramba, ele faz o óbvio, o simples, e ele vira manchete mundial.

  • Duque

    E aí o Noel vira o irmão cult [alias já é]

    E o Liam famoso e detestado…