Built to Spill e sua extensa versão de “Cortez The Killer”, clássico de Neil Young

Entre tantas outras, uma das músicas mais cultuadas de Neil Young. “Cortez the Killer” foi lançada no disco Zuma (de 1975) e consta na 39ª posição da lista dos 100 melhores solos de guitarra, segundo a revista Guitar World. Já na lista das 500 melhores canções de todos os tempos feita pela revista Rolling Stone, a faixa aparece no 321º lugar.

Mas não é a versão original que quero destacar aqui pra vocês, e sim a interpretação matadora que o Built to Spill fez em seu álbum ao vivo lançado em 2000.

Gravada na cidade de Nova Iorque em 1999, durante a turnê Keep It Like a Secret, trata-se de uma performance com vinte minutos de solos e distorções feitos por Doug Martsch, fiel discípulo do deus canadense. Na época, a formação do grupo contava com os guitarristas Brett Netson e Jim Roth, o baixista Brett Nelson e o baterista Scott Plouf, além do já citado Martsch, claro. Se você acredita é daqueles que o sentimento é mais importante do que a técnica, bem vindo. Enjoy: