Cinco versões para Jim Morrison

Hoje a morte de Jim Morrison completa 42 anos. Para fazer uma pequena homenagem ao cantor, separamos cinco admiráveis releituras de canções do The Doors feitas por outros artistas que admiramos. Espero que gostem.

The End

Lançada em 1967 no álbum de estreia (autointitulado) do The Doors e uma das composições mais polêmicas de Jim. A canção fala sobre a morte (“O Fim”) mas não se limita a isso, também abordando assuntos edipianos como amar a mãe e matar o pai. O verdadeiro significado da letra nunca foi explicado, na verdade o próprio Jim Morrison sempre bastante vago em relação a isso (“It could be almost anything you want it to be”). Por aqui, ficamos com a versão gravada pela cantora Nico, mais conhecida como ex-vocalista do Velvet Underground.

__

Roadhouse Blues

Jim Morrison gostava de cantar Blues quando ficava bêbado. Isso rendeu várias gravações do The Doors dedicadas ao gênero, incluindo composições de outros artistas. A banda costumava não usar baixistas em suas sessões de estúdio mas para “Roadhouse Blues” os integrantes contaram com o suporte do lendário Lonnie Mack. Abaixo, a versão ao vivo da inesquecível Jeff Healey Band.

__

Light My Fire

A música mais conhecida do The Doors, praticamente uma assinatura da banda. Grande parte da letra foi escrita pelo guitarrista Robby Krieger, sobre um dos quatro elementos (fogo, ar, terra e água). Jim Morrison é o autor do segundo verso, enquanto Ray Manzarek foi o responsável pela base dos arranjos. Certa vez o blog Dangerous Minds levantou a questão: seria de Shirley Bassey a melhor versão já feita de uma canção do The Doors? Até hoje nunca ouvi nada parecido com a transformação de “Light My Fire” nas mãos da cantora.

__

Break On Through (To the Other Side)

Tudo começou quando James Lee Stanley gravou um tributo acústico à melhor banda de rock do mundo, os Rolling Stones, nomeado All Wood and Stones. John Densmore gostou tanto do que ouviu que imediatamente se ofereceu para ajudar Stanley em seu próximo trabalho. O resultado? All Wood and Doors, um tributo novamente acústico ao The Doors. A faixa de abertura do projeto é a mesma do primeiro álbum de Jim Morrison, Ray Manzarek, Robby Krieger e John Densmore, lançado em 1967.

__

People Are Strange

Lançada em 1988 especialmente para o filme Os Garotos Perdidos (The Lost Boys), a versão do Echo & the Bunnymen foi muito bem aceita e alcançou a 29ª posição das paradas de sucesso do Reino Unido. A regravação foi produzida por Ray Manzarek, que também tocou teclado na faixa. Já a composição original foi escrita pelo guitarrista Robby Krieger e lançada em 1967 no segundo álbum do The Doors (People Are Strange).