Clipe: Volantes – Maçã

Quem costuma ficar acordado até tarde, teve uma agradável surpresa nesta madrugada de quarta para quinta. Depois da sensacional estreia do The Name atrás das câmeras, com “Let The Things Go”, o Vigilante solta agora um dos vídeos mais esperados por quem acompanha uma das bandas favoritas aqui da casa, o Volantes. O single “Maçã”, que também dá nome ao compacto que os gaúchos lançaram pelo selo da Deck, e que teve seu mega bem sucedido lançamento aqui no Move, acaba de ganhar seu merecido registro em vídeo.

Em meio à fuga dos fantasmas do passado, o clipe mescla takes da banda em ação. Efeitos de vídeo, luzes, neon e todo o estilo próprio já característico dos Volantes. Confere aí:

  • Por que o Brasil sempre tá uns 5 anos atrasado em relação ao que fazem nos EUA?

    Na moral, que vergonha alheia. É tipo um cover traduzido.

  • rafabunny

    SENSACIONAL o clipe!! Conheci a banda essa semana pelo youtube e já não consigo aprar de ouvir! parabéns!

  • Daniel Corrêa

    Discordo do B.o.b. aí.

    Achei do caralho. E nem acho atrasado ao que fazem lá. É avançado para o que fazem aqui. E é isso que importa.

    O melhor do clipe é o leão, fato.

  • ricardo fonseca

    Muito foda o clipe! Curti o clima do video nessa floresta noturna…parabéns!

  • Mariana Teixeira

    com gosto de maçã (:

  • Jonathas

    Que AFUDE esse video!
    BAITA banda!

  • Daniel Corrêa, não é avançado para o que fazem aqui. Pode até ser avançado para o que fazem no estilo deles. Mas se você pegar grandes bandas brasileiras. O que eles fazem pode parecer brincadeira de criança.

    Não estou dizendo que o som não é de qualidade, ou que a banda não é boa. Apenas discordo do fato de eles serem “avançados”.

  • ricardo fonseca

    Mas um clipe precisa ser “avançado”??
    O que conta é uma boa ideia, boas imagens, estética bacana, etc…nada de pirotecnias e superproduções, acho que esse clipe acertou por não seguir esse caminho, que não corresponde à proposta da banda.

  • Na verdade, é legal esclarecer que a nossa corrida é pelas canções, e não por alguma estética para ser hype ou chamada de moderna. Ellioth Smith fez algo que Neil Young fizera 30 anos antes. Talvez deixar a estética de lado e se preocupar com as canções foi o grande acerto dele.
    🙂

    A gente ama Kraftwerk e vai sempre fazer um monte de zing zóing. A gente adora New Order e vai fazer baixo oitavado. Mas eu prometo, que sempre por trás disso haverá uma canção.

  • Cris

    Alguem me avisa quando o clipe terminar?

  • disse tudo Arthur, o que importa é a canção! E ela é linda, se é atrasada ou moderna, não tem relevância. Essa é a preferida da Juliana, rsrsrs. O clipe ficou magnífico. Parabéns gurizada!

  • robsonras

    esse bob eu um babaca, (d boa)viu bob! cover d quem?
    e o barato eh so para loucos.
    boa volantes
    para direita e avante!