Conheça a Avalanche Tropical

Claudinho e Bochecha, Banda Batidão, Avassaladores, DJ Waldo Squash. Você pode achar brega, mas existe uma turma que se amarra nessas pérolas e, mais do que isso, estão dispostos a propagar música divertida e sem rótulos por onde se apresentam. Formados por André Paste, Bonde do Role, Holger, Dago (Neu Club), o duo curitibano de DJs Drunk Disco e a última revolução do eletrobrega nacional (!) Banda Uó, a Avalanche Tropical curte música brasileira, latinidades rebolativas, especiarias sonoras do terceiro mundo e quer fazer você confessar que gosta também.

“Há um bom tempo conversávamos entre a gente sobre as músicas que nós gostávamos de ouvir e tocar, e vimos que estava faltando alguém pra difundir essas coisas que são muito divertidas. A ideia é mostrar que existe uma turma que se identifica entre si, mesmo que todos dentro dela tenham trabalhos bem diferentes. Nós não somos uma cooperativa, a nossa parada é a curtição!”, disse André Paste para o Move That Jukebox quando perguntado sobre o real propósito da Avalanche. Todos os participantes compartilham suas referências e indicam as novidades musicais mais fanfarronas no avalanchetropical.com. Os posts são diversos e falam sem nenhum purismo de tecnobrega, funk carioca, cumbia, moombahthon, aleatoriedades internéticas e, claro, dos últimos lançamentos de todos os membros do movimento.

Parece desafiador? Segundo Paste, o público não tem torcido o nariz. “A reação nas festas é sempre a mais legal possível! Uma galera que antes achava cool fazer carão a festa toda tá vendo que é muito mais divertido realmente se divertir do que forçar a barra”. Vale destacar que ao mesmo tempo que a Avalanche Tropical valoriza, por exemplo, a “música trash” nacional, há várias indicações autênticas e criativas rolando o tempo todo no blog. Separamos algumas amostras:

Ao que tudo indica, esse é só o começo do barulho que a Avalanche Tropical ainda fará neste ano. Paste diz que planos não faltam para o projeto. “Vão rolar festas, produções em conjunto, turnês e capas de revistas masculinas, mas a nossa ideia principal e montar um time de futebol”.