Dave Grohl libera tracklist de “Sound City” e versão de estúdio da música com Paul McCartney

Dave Grohl liberou a tracklist monstruosa do documentário que dirigiu e que colocará na rua já no começo de 2013. Sound City, como já falamos, tem previsão de estreia no festival de Sundance, entre os dias 17 e 27 de janeiro. Se você ainda não viu o trailer e não sabe sobre o que estamos falando, ceda ao play abaixo:

Como uma turma tão gabaritada, não é surpresa as reuniões que Grohl conseguiu para montar a trilha sonora deste que ele cita como um dos grandes momentos profissionais de sua carreira. Brad Wilk e Tim Commerford, do Rage Against The Machine, Alain Johannes, Corey Taylor, Taylor Hawkins, Josh Homme, Trent Reznor, Paul McCartney. Esses são alguns dos nomes que aparecem na parte sonora de Sound City, cujo lançamento está marcado para 12 de março.

Veja o tracklist completo na sequência, de acordo com o CoS:

01. Dave Grohl, Peter Hayes, and Robert Levon Been – “Heaven and All”
02. Brad Wilk, Chris Goss, Dave Grohl, and Tim Commerford – “Time Slowing Down”
03. Dave Grohl, Rami Jaffee, Stevie Nicks, and Taylor Hawkins – “You Can’t Fix This”
04. Dave Grohl, Nate Mendel, Pat Smear, Rick Springfield, and Taylor Hawkins – “The Man That Never Was”
04. Alain Johannes, Dave Grohl, Lee Ving, Pat Smear, and Taylor Hawkins – “Your Wife Is Calling”
06. Corey Taylor, Dave Grohl, Rick Nielsen, and Scott Reeder – “From Can to Can’t”
07. Alain Johannes, Chris Goss, Dave Grohl, and Joshua Homme – “Centipede”
08. Alain Johannes, Chris Goss, Dave Grohl, and Joshua Homme – “A Trick With No Sleeve”
09. Paul McCartney, Dave Grohl, Krist Novoselic, and Pat Smear – “Cut Me Some Slack”
10. Dave Grohl, Jessy Greene, Jim Keltner, and Rami Jaffee – “Once Upon a Time… The End”
11. Dave Grohl, Joshua Homme, and Trent Reznor – “Mantra”

E como se não pudesse melhorar, o líder do Foo Fighters também liberou a versão de estúdio da aguardadíssima “Cut Me Some Slack”, que teve como estratégia de marketing se portar como uma reunião do Nirvana com McCartney substituindo Kurt Cobain nos vocais. Não é pra tanto, mas não deixa de ser imperdível. Muito pelo contrário:

  • em-cima-do-muro

    Essa jogada com sir McCartney não foi lá essas coisas, pero também não comprometeu!!!

  • dharuan

    Não estava sabendo disso, e fiquei pasmo.Curti muito!

    uma coisinha no ultimo parágrafo está: “Foo Fighters liberou também liberou a versão”

    valeu 🙂