Dupla canadense Japandroids toca duas faixas inéditas em show surpresa na Casa do Mancha

O show “de verdade, para o grande público”, é hoje, no Beco 203 paulistano. Só que quem foi ontem à Casa do Mancha, em São Paulo, presenciou uma barulheira classuda da dupla Japandroids no meio de aproximadamente 60 pessoas. Repito: sessenta sortudos num cubículo ouvindo a bateria pesada de David Prowse e a guitarra cheia de distorção de Brian King.

Entre os presentes estava Diego Maia, cuja sagacidade em filmar duas performances inéditas fez a alegria dos fãs do duo canadense nessa sexta-feira. Ainda não intituladas, as novas canções exaltam as melhores qualidades de Post-Nothing, estreia do grupo. A aparente facilidade com que Brian e David criam temas acessíveis somente com guitarra, voz e bateria, sem soarem repetitivos, é de impressionar.

E as novas faixas deixam claro que vem por aí mais um disco barulhento e impecável do Japandroids. Nem anunciaram data de lançamento, mas a expectativa por mais inéditas por aqui já é enorme.

  • Amanda Mont’Alvão

    O nome da primeira música é “Adrenaline Nightshift” 🙂
    E eles também tocaram o próximo single, a lindíssima “Fire’s Highway”