Especial 10 Anos de “Ventura” – Parte 2: “O Vencedor”

ventura parte 2

Arte: Priscila Barker

Texto: Gregório Fonseca

O primeiro single de Ventura foi “Cara Estranho”, mas a música que cativou os fãs desde o começo foi “O Vencedor”. O conceito de “single” já não fazia tanto sentido para o Los Hermanos: era só uma definição que a gravadora precisava fazer, pois a banda não tocava (tanto) nas rádios, e seus fãs sabiam todas as músicas de cor. E nem dá pra dizer que eles sabiam só o refrão, pois elas não tinham refrões.

Usualmente, não se desperdiça o grande hit de um grupo no começo do show. O Los Hermanos não só deixava de tocar a clássica “Anna Júlia” como abria os shows da turnê com “O Vencedor”, a principal faixa da “nova fase da banda”.

De uma maneira que dificilmente um grupo de rock brasileiro já foi capaz de ousar, a banda dava os primeiros acordes e a plateia cantava sozinha metade da música. E alto. Era um momento de descarregar as energias acumuladas durante todo o tempo de espera até o show. Com trinta segundos já tinha gente derramando lágrimas.


Marcelo Camelo não é de explicar de onde vem a inspiração de suas composições, e nem quero tentar adivinhar o que ele queria dizer. No entanto, pode-se relacionar a letra dessa canção com a história da banda, que chegou a ter a música mais tocada do Brasil, mas preferiu se fechar em seu mundinho pra fazer o que realmente gostavam.

“O Vencedor” ganhou dois clipes. O primeiro (e mais emblemático) trazia cenas de um show da banda, mas com as câmeras voltadas à plateia e a banda aparecendo só de relance. É de arrepiar ver a comunhão do público com o grupo. Um detalhe interessante é que se esse vídeo fosse lançado no dias de hoje, iam falar que foi influenciado pelo Instagram, mas na época era só um filtro retrô.

Já o segundo clipe, logo abaixo, mostra o pacato tecladista Bruno Medina fazendo uma coreografia engraçadinha pela cidade. É divertido e, provavelmente, Medina dançou mais nesse clipe que em qualquer show da turnê.

Nas reuniões recentes do Los Hermanos, “O Vencedor” continuo figurando no setlist – seria um desperdício tirá-la. Dez anos depois, pode ser considerada uma das músicas nacionais mais importantes desse século. Certamente é um dos pontos mais altos de Ventura e da trajetória da banda como um todo.


Fique ligado no Move That Jukebox nesta semana, durante a qual publicaremos, diariamente, textos especiais com curiosidades, informações, depoimentos e relatos em comemoração ao Ventura.

Leia também: Especial 10 Anos de “Ventura” – Parte 1: o impacto do terceiro disco do Los Hermanos

Leia também: Especial 10 Anos de “Ventura” – Parte 3: da bonança à ventura, o processo criativo e de produção

Leia também: Especial 10 Anos de “Ventura” – Parte 4: entrevistas da época e a reação da crítica em 2003

Leia também: Especial 10 Anos de “Ventura” – Parte 5: o longo eco do terceiro ato do Los Hermanos

Leia também: Especial 10 Anos de “Ventura” – Parte 6: a história sobre o “vazamento” do disco