Especial: Paul McCartney, 70 anos (parte um)

Para homenagear o 70º aniversário de Sir James Paul McCartney (completado no último dia 18 de junho), organizei uma série de postagens com histórias e curiosidades sobre algumas canções clássicas do velho Macca, que vai desde os tempos de Beales, The Wings e claro, composições que consagraram a carreira solo do ex-baixista da mais famosa banda da história da música pop. Para dar o pontapé inicial, vamos falar sobre “Give Ireland Back to the Irish”, o primeiro single lançado pelo The Wings, novo projeto de Paul McCartney pós-Beatles.

A faixa principal do compacto foi escrita por Paul em parceria com sua esposa Linda logo após o incidente conhecido como “Domingo Sangrento“, na Irlanda do Norte (terra natal de Henry McCullough, guitarrista do grupo), em que dezenas de manifestantes foram mortos pelo exército britânico.

Fazendo clara apologia à causa norte-irlandesa, a música foi banida em vários veículos de comunicação do Reino Unido como a BBC, a Radio Luxembourg e a Independent Television Authority. Além da proibição nas rádios, “Give Ireland Back to the Irish” também causou sérios problemas políticos aos integrantes do Wings (o irmão de McCullough chegou a ser perseguido e espancado após descobrirem sua ligação com a banda).

Apesar de todos as dificuldades (ou talvez com uma ajuda delas), o compacto alcançou o topo das paradas da Irlanda do Norte e da Espanha, além de figurar entre os 20 primeiros singles do Reino Unido e dos Estados Unidos.

Tá vendo, não é de hoje que Paul McCartney se envolve em causas políticas (quais são elas aí já é outra conversa) e isso sempre acaba gerando canções interessantes, como essa.

Continua…