#FicaDica: AURORA

Norueguesa de 21 anos tem voz delicada e potência impressionate. Foto: Facebook Oficial/Divulgação

Procurando se destacar no meio da estética synth elaborado + voz límpida que tem dominado os serviços de streaming, a norueguesa AURORA utiliza das experiências pessoais para dialogar com o público e soar original.

Compondo desde a infância, Aurora Aksnes estreou com o EP Running WithThe Wolves (2015) aos 19 anos e obteve boas críticas da imprensa especializada. Logo no mesmo ano, a artista nórdica fez sucesso com um cover de “Half Away The World”, originalmente interpretado pelo Oasis, produzido para um especial natalino de uma loja de departamentos inglesa. A cantora aproveitou o hype e em 2016 lançou seu primeiro disco All My Demons Greeting Me As Friends, novamente bem comentado pela crítica.


“Runaway” inicia a tracklist de forma saudosa e cativante, com poderosos vocais que formam um ápice. Já incorporando mais o pop que beira o eletrônico, “I Went Too Far” deixa de lado um pouco o clima sombrio, porém “Lucky” reitera a profundidade com tom e letra soturnos.


A grande carga emocional e o clima sombrio que envolvem o álbum são equilibrados pela afinação cristalina e doce de AURORA. A aceitação de seus próprios demônios, como o título do disco sugere, dá um tom esperançoso e acolhedor às composições e ameniza a levada dark. A cantora já definiu bem o conceito do álbum que, por falar de sentimentos muitas vezes reprimidos, soa como uma luz no fim do túnel:

“Muitas das músicas não são sempre de minhas experiências, mas são sobre aceitar as coisas obscuras sobre si mesmo. Você simplesmente tem que aceitar que seus demônios são uma parte de você.”

Quem quiser conhecer mais a fundo o trabalho dela, dá uma olhada no minidoc feito para o portal The Fader.