#FicaDica: Soledad

Soledad. Foto; Haroldo Saboia/Facebook

A artista cearense Soleadad lançou seu primeiro disco homônimo em março desde ano e para quem gosta de música com vocais leves e bateria marcada com um quê de música incidental (do ponto de vista que pode ser uma bela trilha sonora para um dia mais calma na sua vida), é uma bela opção dar o play neste álbum. O disco foi definido pelo texto enviado pla assessoria de imprensa da cantora como: ” “psicodelia, sonoridades flutuantes, guitarras desafiadoras” e perguntamos a ela como isso se aplica:

“Busquei vários artistas pra criação desse disco, fui da música ao cinema. Gosto sempre de lembrar do Cidadão Instigado, do primeiro disco da Gal, de Bethânia, Erkin Koray (um guitarrista turco psicodélico dos anos 70), do Ry Cooder e do filme Paris, Texas; do filme Viajo por que preciso, volto por que te amo; tem algumas lembranças do Conan Mockassin e também algumas imagens do Man Ray; e Ana Cristina César com certeza”, explica Soledad.

E já que ela mesma citou o Cidadão Instigado, Fernando Catatau é uma das participações do disco, que também Daniel Groove e Gui Amabis. Para lançar o seu primeiro CD, a cantora cearense, agora radicada em São Paulo contou com um time de talentosos profissionais. A produção do disco é de uma parceria colaborativa entre a própria Soledad, Vitor Colares, Bruno Rafael, Guilherme Mendonça e Felipe Lima. Já a produção executiva, traz a assinatura da EAEO Records.

Escute Soledad:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *