Garbage anuncia criação de selo independente

O Garbage formalizou hoje, 23 de janeiro, a criação de seu selo independente, o Stunvolume. Será por ele que a banda lançará seu quinto álbum de estúdio, ainda sem nome, programado para sair entre o final de abril e o começo de maio. Será a primeira atividade oficial do Garbage desde 2005, quando a banda anunciou um “hiato indefinido” após cancelar as últimas datas da turnê do disco Bleed Like Me.

Os primeiros sinais de que a banda estaria se reunindo ocorreram em fevereiro de 2010, quando a vocalista Shirley Manson postou em seu Facebook que havia passado uma semana no estúdio com os outros integrantes, Butch Vig (bateria), Duke Erikson e Steve Marker (guitarras). Essa reunião informal rendeu quatro novas músicas. A partir desse encontro, a banda passou a trocar e-mails esporadicamente e a trabalhar de lugares diferentes – Shirley e Butch de Los Angeles, Duke de Wisconsin e Steve do Colorado. Esta é, portanto, a primeira vez que o Garbage produz um álbum fora do lendário Smart Studios, em Wisconsin, que foi fechado em 2010.

Nos últimos meses, a banda se reuniu em definitivo no estúdio Red Razor Sounds, em Los Angeles, para gravar o novo álbum. Durante a fase de mixagem, a banda anunciou no Twitter que havia feito 24 músicas – dessas, 11 deverão compor o tracklist oficial do disco e mais 5 aparecerão na versão deluxe. As outras devem sair aos poucos como lados-b.

Ao mesmo tempo em que prepara o terreno para o lançamento do álbum, a banda anuncia a conta-gotas as datas de sua nova turnê que – prometem eles – correrá o mundo inteiro. O primeiro show será em São Petersburgo, na Rússia, no dia 11 de maio. Haverá também apresentações em Moscou, Paris e nos festivais Southside e Hurricane (Alemanha) e Rock Werchter (Bélgica).

O álbum deverá ser lançado na América Latina por um acordo de licenciamento com a Cooperative Music, conforme a banda anunciou no Facebook. Sobre um possível show, nada se sabe até o momento, mas fica aí a torcida do Move para que festivais como Planeta Terra e SWU não percam a oportunidade de ouro.

  • Planeta Terra ou SWU? PORRA! O Garbage merece um show só deles. E nós, fãs, merecemos isso também. Não queremos ver uma babinha de show de 60 minutos num festival que estará lotado molecada indie, que provavelmente ainda usavam fraldas quando o Garbage lançava seus melhores discos.