Jack White, Dave Grohl, Jonas Brothers (!) e Obama (!!!) cantam Beatles na Casa Branca

Na noite dessa terça-feira (02), os holofotes da Casa Branca saíram de Barack Obama e miraram em um novo alvo: Paul McCartney. Debaixo do teto da “primeira família”, o beatle foi homenageado com a terceira edição do prêmio Gershwin, criado em 2007 pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos para celebrar a música popular norte-americana. A celebração foi grande e, como não podia deixar de ser, contou com a presença de outros músicos fodões: Jack White, Dave Grohl, Stevie Wonder, Elvis Costello, Emmylou Harris, Faith Hill e Herbie Hancock. Além deles, Corinne Bailey Rae, os Jonas Brothers e até Jerry Seinfield participaram da festa.

Uma pena que as apresentações não tenham chegado ao YouTube – muitos dos presentes fizeram novas interpretações de clássicos de McCartney e dos Beatles -, mas um vídeo da noite já virou hit: todos os convidados da cerimônia, inclusive Michelle, Barack e seus filhos, soltaram a voz num coro de “Hey Jude” capitaneado por Paul. Curioso é que, de alguma forma, o que deveria ser épico ficou vergonhoso, na minha opinião. Alguém mais sentiu vergonha alheia?

[via]

14 Comentários para "Jack White, Dave Grohl, Jonas Brothers (!) e Obama (!!!) cantam Beatles na Casa Branca"

  1. Caralho… dificil de acreditar que esse cara já foi considerado simbolo de rebeldia. Daqui a pouco ele toca no Vaticano.

  2. Não é sobre ser blasé, Natalia, mas isso tá parecendo noite de Criança Esperança ou propaganda de Natal da Globo, com um monte de celebridades cantando…

  3. Quem conhece Beatles sabe que eles não eram nem um pouco ‘bonzinhos’ dentro da época deles. Eram completamente transgressores.

  4. Na verdade, os Beatles eram bons moços se compararmos eles aos Stones, por exemplo. Os rapazes de Liverpool eram símbolos da juventude criativa e independente. Com o tempo, as experiências com drogas vieram e os deixaram com uma imagem bem diferente da que eles tinham no início da carreira: eram experimentadores e a partir daí eles se firmaram como ícones da contracultura ocidental. Curiosamente, eles revolucinaram a música e criaram uma cultura mundial.

    No caso de Paul, ele era o mais bonzinho do grupo. Foi o último a se drogar e era o mais ponderado nas decisões, totalmente diferente de John que, aí sim, pode ser considerado um personagem mais rebelde.

  5. Hahaha, vergonha da cara do Elvis Costello e da cara sem graça do Jack.

  6. Jack White com cara de: “porra Paul! Agente ja tava indo embora D:”. Só provou que Hey Jude pode ser entonado por qualquer um

  7. Não achei nada vergonhoso. Muito pelo contrário, só mais uma prova da onipresença dos Beatles.

  8. Pingback: Move That Jukebox! » Em homenagem a McCartney, Jack White canta Beatles na Casa Branca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *