Junior Passini’s Jukebox (Rock ‘n’ Beats)

O cara é fundador e editor do blog que dá nome a uma das baladas roqueiras (?) mais divertidas e antenadas deste Brasilzão. Junior Passini (@juniorpassini) está à frente do Rock ‘n’ Beats há quase dois anos e, com ele, já produziu festas nas quais já rolaram até topless em show do Holger (!). No próximo sábado, por exemplo, os nova-iorquinos do Lemonade desembarcam no Bar do Zé para mais uma edição da naite campineira. Apesar de produzir outras 3 festas e também trabalhar no meio jornalístico, Junior arrumou um tempinho e conversou um pouco com a gente sobre, claro, suas preferências musicais – e mandou um recado pro Alex Correa: “você me deve um almoço.”

E o hype? O que você tem escutado de novidade?
Olha, eu tenho uma relação complicada com “hype”. Das bandas nacionais, acompanho tudo muito de perto. Então posso citar as que mais escuto, como Venus Volts, Holger, The Name, Wannabe Jalva, Nevilton e Homemade Blockbuster. Já internacionalmente, eu começo a gostar com um pouco de atraso, como aconteceu com Lemonade, Two Door Cinema Club, Janelle Monáe, Jamaica e The xx. Mas o melhor lançamento do ano é o “The Suburbs”, do Arcade Fire.

Good Times Bad Times – qual banda/artista sempre esteve ao seu lado, fazendo, por mais piegas que isso possa soar, a “trilha sonora de sua vida”?
Acho que todo mundo tem suas pieguices com música, né? Os meus artistas favoritos são Neil Young e Wilco. Se você der shuffle no meu iTunes, a chance de cair uma música dessas bandas – e a faixa lembrar algo -, é enorme! Mas também não largo coisas como Radiohead, Sonic Youth e Afghan Whigs.

Do the D.A.N.C.E. – o que não pode faltar na hora de soltar a franga na pista?
Que é isso, Neto? Tem que ver isso direito, hein? Hahaha. As músicas do Phoenix e Two Door Cinema Club, atualmente, foram feitas com esse objetivo. Até um tempo atrás, “Kids”, do MGMT, e o axé-rock do Killers também tinham esse tipo de efeito. Mas bom mesmo pra dançar é Scatman e MC Hammer.

A festa do Rock n’ Beats sempre leva as grandes bandas nacionais do rock independente pra tocar. Sendo assim, é hora de falar pra gente qual é o melhor show nacional do momento? E tem algum que você suspeite que seja de botar a casa abaixo, mas que ainda não se apresentou na noite de vocês?
O Copacabana Club é muito melhor ao vivo do que nas gravações, por exemplo. A Caca V nasceu pra isso. Outros monstros ao vivo são Nevilton, Pública e Volver. Mas acho que os melhores shows nacionais da atualidade são Holger e The Name. Da última vez que tocaram na festa do Rock ‘n’ Beats, até série de topless eles causaram. Quanto aos que eu suspeito que colocariam a casa abaixo, fico com o Do Amor e uma volta do Ludovic. Mas adoraria um show da Céu e da Tiê (com franja) juntas, viu?

Você não vale nada mas eu gosto de você – todo mundo tem um guilty pleasure, vai. Aquela banda que, quando começa a tocar no computador, você desabilita o last.fm o mais rápido que pode.
Confesso que gosto dos primeiros álbuns do Iron Maiden até hoje. Me processa.