Kings of Leon e Phoenix levam prêmios, mas Beyoncé comanda noite de Grammy

Ontem à noite, em Los Angeles, aconteceu a edição de número 52 da maior premiação da indústria musical moderna: O Grammy. No entanto, a cerimônia, que deveria animar pessoas como eu e você, não empolgou – eu, pelo menos, peguei apenas alguns trechos do evento, que foi comparado ao VMA por milhares de tweets. Apesar das indignidades de sempre – afinal, é uma premiação de música pop -, o Grammy arrumou algumas lacunas para presentear artistas realmente legais com o gramofone dourado: Foi o caso do Kings of Leon, que levou três prêmios pra casa (“Música de Rock”, “Performance em Dueto/Grupo” e “Gravação Do Ano”, todos por “Use Somebody”), e do Phoenix (“Melhor Álbum Alternativo”).

Mesmo assim, a noite foi de Beyoncé, vencedora em seis categorias diferentes. Taylor Swift também arrematou um bom número de troféus – foram quatro – e, dessa vez, pôde agradecer sem interrupções, mas deixou um deles se espatifar no chão. A lista completa de indicados e vencedores pode ser acessada no Grammy.com.