Há 30 anos morria Lester Bangs, um dos jornalistas musicais mais influentes dos nossos tempos

Leslie Conway “Lester” Bangs, importante jornalista, autor e músico estundidense, bastante famoso por críticas musicais nas revistas Creem e Rolling Stone.

Bangs também foi um dos responsáveis pela popularização do termo “Heavy Metal”, na época usado para descrever o estilo de bandas como Black Sabbath e Led Zeppelin. O jornalista também tinha seu lado músico. Ao lado de Mickey Leigh (irmão mais novo de Joey Ramone), chegou a montar uma banda chamada Birdland. Em 1980, durante uma road trip pelo Texas, conheceu o grupo punk The Deliquents e juntos gravaram o álbum Jook Savages on the Brazos, sob o nome de Lester Bangs and the Delinquents.

Entre os textos mais cultuados de Lester Bangs, vale destacar o ensaio/entrevista “Let Us Now Praise Famous Death Dwarves” (sobre Lou Reed), e a matéria sobre o álbum Astral Weeks (de Van Morrison).

Morto em Nova Iorque no dia 30 de abril de 1982 (aos 33 anos) por decorrência de uma overdose de Darvon, Diazepam e NyQuil, o último disco escutado por Bangs foi Dare!, do grupo The Human League (detalhe que o LP ainda rodava no toca-discos quando encontraram o corpo). Sua útlima entrevista que se tem notícia foi feita por Sue Mathews e pode ser lida aqui.

Fica nossa pequena homenagem a um dos maiores malucos que se atreveu a falar sobre música e rock and roll: