Los Campesinos! – Romance Is Boring

Quantas bandas com mais de 6 integrantes você conhece e que realmente são dignas de menção? Broken Social Scene, Arcade Fire, Belle and Sebastian e Móveis Coloniais de Acaju? Ok, com certeza tem mais uma ou outra que eu esqueci, mas elas são raras, convenhamos. Até porque, pense só você: se conciliar horários, preferências e influências de quatro membros de uma banda já é muito desgastante, imagine organizar isso tudo quando o projeto tem sete pessoas, como a banda galesa Los Campesinos!. É por isso que aprecio e admiro muito quando um número assim de pessoas se reune e consegue produzir materiais tão marcantes quanto, por exemplo, Funeral e You Forgot It In People.

Sim, esta é a capa do CD

Romance Is Boring, novo disco dos Campesinos!, prova que a banda vinda de Cardiff gosta de quantidades numerosas não só em sua formação, como também no tracklist e nos nomes e letras das músicas: são 15 faixas que trazem títulos como “A Heat Rash In The Shape Of The Show Me State Or, Letters From Me To Charlotte” e “I Warned You, Do Not Make An Enemy Of Me”, entre outros. Mas isso tudo pouco importaria se o hepteto (septeto?) galês não levasse a mania de grandeza também para a qualidade de suas músicas – e isso eles fazem com maestria.

Depois de 2 discos feitos em um intervalo de apenas 8 meses em 2008, a banda lançou seu terceiro trabalho há poucos dias. Para os fãs acostumados com o indie p(unk)op acelerado e cheio de revezamentos nos vocais que o grupo fez em seus discos anteriores, Romance não decepciona e nos presenteia com 48 minutos de muita energia e belíssimas – às vezes nonsense, até – composições. Desde a urgência frenética de “Plan A”, com seus vocais gritados e suas guitarras beirando à desafinação, até a soturna e algo onírica “The Sea Is A Good Place To Think Of The Future”, que é, sem dúvidas, uma das mais maravilhosas músicas de 2010, até o momento.

Com dois interludes entre as faixas, Romance Is Boring coroa a criatividade e o entusiasmo que o Los Campesinos! consegue exalar em todos seus trabalhos. Nem o abandono de uma das fundadoras, Aleks Campesinos!, abalou o clima de diversão e satisfação que a banda consegue imprimir em suas músicas – vide a faixa título do CD, onde Gareth Campesinos! grita a plenos pulmões que romance é uma chatice. Já “Straight In At 101” começa e já te conquista logo de cara com a pérola: “I think we need more post-coital/ And less post-rock“.

E pra não falar que o grupo parece levar tudo na brincadeira, ele encerra o disco com a linda e tristonha “Coda: A Burn Scar in the Shape of the Sooner State”, cuja última frase é cantada por um conjunto de vozes abafadas acompanhadas por paredes de pianos e outros barulhos indefinidos, fazendo ecoar “I can’t believe I chose the mountains every time you chose the sea…“.

.

-> Romance Is Boring foi lançado nos Estados Unidos no último dia 26, via Wichita, e teve produção de John Goodmanson.

  • Olá, tudo bom? Gostaria de convidar vocês do blog para a estréia de uma festa que organizo semanal na Kitsch Club, como leio muito o blog de vcs e nosso set tem muito a ver com o que vocês curtem vamos disponibilizar VIP para a turma de vocês para conhecerem a casa e a festa.
    Diga que está na lista de imprensa. Seu nome estará como – Neto – Move That jukebox

    evento: http://www.facebook.com/home.php#!/event.php?eid=277636062013&index=1

  • Particularmente, esse disco me decepcionou. Não que ele seja ruim, não é. O sarcasmo das letras (que é o que eu mais adoro na banda) continua lá, a semi-cacofonia também…

    Mas me parece que, musicalmente, o grupo tentou passar um ar mais maduro nesse trabalho que acabou não dando muito certo. Mas o disco tem seus pontos altos.

  • Duque

    Nossa, essa resenha me interessou.

    e Hell Yeah, bandas grandes rulam!

  • Uia! Ó eu pagando de VIP, haha! Valeu o convite, DJ Angelo, mas moro em Minas. Fica um pouco longe, né? Hehe =)

  • Pingback: Move That Jukebox! » Los Campesinos! lançará EP com 4 faixas acústicas()