Matheus Brant faz show tímido e dançante no Macha

São Paulo - SP Lançamento do disco "Assume que Gosta" do musico Matheus Brant na Casa do Mancha na Vila Madalena em São Paulo. Foto: Pedro Gontijo / Patuá Imagens - 23.07.2016

Lançamento do disco “Assume que Gosta”, de Matheus Brant, com participação de Luê. Foto: Pedro Gontijo / Patuá Imagens – 23.07.2016

Matheus Brant parecia tímido. Pelo menos durante todo o show de lançamento de seu álbum Assume que Gosta, na Casa do Mancha, no último sábado (23), foi assim. Não sei se era isso ou apenas a mineirice do rapaz, que soltava sorrisos enquanto cantava e via o pessoal no embalo de suas canções. E com todo cuidado, ia explicando do que se tratava cada música.

A apresentação foi bem curtinha, como a da Azealia Banks, cerca de 50 minutos e ainda tivemos que pedir aquele “bis”. Ao que tudo indica, o Mancha também está sofrendo com a vizinhança e com a Lei do Psiu aqui em São Paulo. Não deveria ser assim, estando no coração da Vila Madalena.

Acompanhado por Lenis Rino (Fernanda Takai) na bateria, o sergipano Allen Alencar (Andreia Dias, Guizado) na guitarra, o cearense Dustan Gallas (Cidadão Instigado, Céu) nos sintetizadores e o backing vocal da cantora paulista Marina Pittier (que sério! É a cara da Penélope Cruz), Matheus mostrou todas as músicas de seu álbum, que ainda teve a participação de Luê, em “Do Prazer”. Dançamos com as misturas de arrocha, marchinha de carnaval e pagode, cantamos e ainda deu para voltar para casa cedinho. Adoramos o rolê!

Confira a coluna “5 influências” com o artista mineiro.