#MovenoLolla: Não tem Snopp Dogg, mas tem Planet Hemp

snoop

Está todo mundo achando estranho, mas o Lollapaloza Brasil até agora não colou no site seus horários e olha, que as apresentações serão nos dias 12 e 13 de março, no Autódromo de Interlagos, como vocês já estão carecas de saber. Um dos motivos, pode ser o que a gente adiantou lá no Facebook, Snopp Dogg não vem. O show dele foi trocado pelo Planet Hemp.

O rapper americano disse que ocorreram “imprevistos de ordem pessoal”, pelo menos não perdeu o vôo, né, Marina and the Diamonds? O Lolla é um grande festival e está sujeito a este tipo de coisa mesmo. Fazer o que? Daí, o show que ele fazia dentro das Lollas Parties também já era!

Curiosamente, em 2015, Marcelo D2 (um dos líderes do grupo, ao lado de BNegão) já tinha sido chamado de última hora para substituir a banda irlandesa Kodaline. Nas edições chilena e argentina do festival, o escolhido para entrar na vaga do rapper inglês foi o americano Brandon Flowers. Líder da banda The Killers, o cantor e compositou lançou, no ano passado, seu segundo disco solo, The desired effect.

O Planet Hemp fecha o segundo dia de shows do Lollapalooza, disputando público com a headliner Florence + The Machine. Os horários conflitantes, aliás, são o principal motivo de pesadelo dos fãs de grandes festivais de música e, como era de se esperar, não foi diferente para esta quinta edição do Lollapalooza.

Ainda há ingressos para o Lollapalooza Brasil 2016. O passaporte válido para os dois dias de festival custa R$ 800, enquanto o bilhete avulso sai por R$ 450. Para mais informações e a programação completa, entre no site oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *