O complexo de superioridade do Coldplay, pelo White Lies

O White Lies, grupo inglês que lançou seu debut no início de 2009, tinha tudo pra dar certo: Rostinhos bonitos, um bom histórico, apresentações em grandes festivais e programas de TV conceituados e, claro, um álbum de estréia bem legal, com influências de Joy Division, Interpol e Editors que a banda insiste em negar. Foi esse disco, inclusive, que levou a banda a abrir uma série de shows do Coldplay recentemente, mas parece que o White Lies resolveu cuspir no prato que comeu.

white lies

Falando a um jornal de Yorkshire, Jack Laurence-Brown, baterista do grupo, contou que nenhum dos integrantes aprovou os coldplayers como colegas de trabalho: “O Coldplay obviamente é a maior banda do mundo. Eles fizeram duas noites seguidas no Estádio de Wembley e não tem tempo suficiente para conversar com o grupo que faz a abertura de seus shows”. Logo em seguida, a afirmação foi abafada por um singelo “it’s no big deal”, mas o ressentimento ficou explicito.

Em contrapartida, quando o entrevistador pergunta sobre os shows de abertura para o Kings of Leon, o clima ficou completamente diferente: “Nós sempre gostamos do Kings of Leon e ter a chance de entrar em turnê com eles foi demais. Atravessamos os Estados Unidos e nunca tivemos a oportunidade de fazê-lo e, como a turnê funcionou bem, tivemos muito tempo pra dar uma volta com os Kings”.

Sobre os shows de abertura para o Snow Patrol, nada foi comentado. Ainda bem, né, porque dizem que os caras são os reis da mesquinharia.

  • Aline

    Senti uma pontinha de dor de cotovelo. E inveja também, mas enfim…