O Dia Mundial do Skate (2013)

O dia 21 de junho é conhecido mundo afora como Go Skate Day, ou simplesmente o Dia Mundial do Skate. A data foi oficializada em 2004 pela Internationl Association of Skateboards Companies (IASC) e atualmente conta com dezenas de países (inclusive o Brasil) aderindo às comemorações. Para fazer uma homenagem ao esporte que tanto gostamos convidamos Amanda Mont’Alvão, curadora do All Folks Fest, integrante d’O Resto é Ruído Poadcast, jornalista nas horas vagas e uma das maiores especialistas quando o assunto é música aliada à arte do skate.

No final do texto ainda tem uma mixtape preparada pela própria Amanda, com T.S.O.L., Dinosaur Jr., Pearl Jam, Band of Horses e mais um monte de coisa legal. E não custa lembrar os skatistas paulistanos estão organizando um encontrão para celebrar o Go skate Day 2013 no Museu de Arte de São Paulo (MASP).

É isso. Com vocês, o Dia Mundial do Skate 2013, por Amanda Mont’Alvão.

Música + Skate = casamento perfeito

Por Amanda Mont’Alvão (Mixtape Heartbeat/Suppaduppa/All Folks Fest/O Resto é Ruído)

As chances de você me ver andando de skate por aí são quase nulas, e se um dia isso acontecer, pode reparar que eu vou ter perdido alguns dentes no caminho. Acontece que sou uma medrosa: tentei andar quando criança, caí, e não insisti. Mas em compensação, não saí mais da frente da televisão, vidrada, caderno na mão anotando os trechos das letras das músicas que rolavam nos vídeos de skate pra depois tentar descobrir as bandas no Cadê ou no Altavista. Foi assim que eu sublimei meu fracasso por não saber andar de skate: eu aprendi a ouvi-lo. Tudo que conheci de música foi por meio das transmissões de campeonatos, dos vídeos profissionais, das reportagens sobre o tema.

Posso te dizer que música e skate formam o mais feliz dos casamentos. Não que o skate seja exatamente fiel, pois ele flerta também com o cinema (Paranoid Park, lembra?) e hoje em dia, com a publicidade. Tem também uma paixão de longa data – um caso de dependência, eu diria, entre o skate e a cidade. O olhar do skate sobre a arquitetura urbana, pra mim, é o mais autêntico de todos. É próximo, realista, interessado em cada canto, degrau, corrimão, vinco, elevação e curva. E aí, só me resta concluir que o skate é arte e merece uma comemoração à altura.

Pra isso, preparei uma mixtape, a convite do Raul Ramone, com 18 músicas que representam muito bem esse casamento das rodinhas com as canções. As escolhas se basearam na relação de proximidade e os critérios são variados: tem skatista pro que também tem banda, como o Mario Rubacalba, do OFF!, o Steve Caballero, do Faction; tem banda que tem skatista, como Garage Fuzz e Pearl Jam; tem o Suicidal Tendencies, cujo vocalista, Mike Muir, é irmão e Jim Muir, um dos fundadores da Dogtown Skateboards, e tem o caso do Band of Horses, que fecha a mixtape por dois motivos: o primeiro é porque o baterista Creighton Barrett é um skatista nato e segundo porque o Guy Mariano andando ao som de Funeral no vídeo Fully Flared, da Lakai, é das coisas mais lindas e poéticas que já vi.

Então, é isso, bora cantar pra celebrar o skate.

  • jonathan felipe

    e irado muito louco em via mais post. facebook jonathan felipe

  • jonathan felipe

    e iradu muito em via mais. jonathan

  • jonathan felipe

    e iradu muito