Os 50 anos de um dos álbuns mais importantes da história da música: Sgt. Pepper’s Hearts Club Band

Saiba mais sobre o disco que Paul McCartney vai mostrar um turnê no Brasil

No dia 1º de junho de 1967, era lançado aquele que seria um dos discos mais importantes na história da música: o Sgt. Pepper’s Hearts Club Band, mais conhecido como Sgt. Pepper, dos The Beatles. Foi a oitava produção de estúdio lançada pela banda, se tornando um verdadeiro fenômeno de vendas e crítica.

A concepção do álbum surgiu quando a banda participou do filme A Hard Day’s Night caracterizados de forma completamente diferente da que estavam acostumados. Paul McCartney gostou tanto da ideia de parecer outra pessoa, que realizou uma viagem à Europa com um bigode falso, cabelos para trás e roupas diferentes. Ele se tornou outra pessoa. Quando retornou, o cantor estava imerso nessa ideia dos Beatles se distanciarem do visual clássico dos garotos de Liverpool e se tornarem outra banda, explorando outros estilos e temáticas, e isso se refletiu não só em suas roupas, mas também em suas músicas, surgindo então o conceito por trás do Sgt Pepper.

A ideia do nome também veio de Paul, que foi inspirado pelas novas bandas que despontaram com nomes criativos e longos. A denominação Sgt Pepper surgiu quando ele estava almoçando em um restaurante onde eram oferecidos pequenos pacotes de sal e pimenta, identificados por suas letras iniciais “S” e “P”. Ao pronunciar com o sotaque de Liverpool, o cantor acabou falando Sgt Pepper. A segunda parte do nome veio inspirada pelos movimentos psicodélicos. O Lonely Hearts Club foi inspirado em um clube que tinha na cidade natal de Paul. Para quem não sabe, esse tipo de local era onde pessoas solteiras e solitárias iam se conhecer. Por causa disso, o cantor pensou que esse nome jamais faria parte de uma banda e decidiu usá-lo. Juntando esses dois conceitos, o nome do disco estava completo.

Além de suas canções, um dos principais atrativos do álbum e responsável por boa parte de seu sucesso é a arte da capa. Nela, os quatro integrantes estão uniformizados com roupas coloridas e bigodes, um visual bastante diferente do que costumavam vestir. Mas o grande destaque, fica por conta das dezenas de celebridades que preenchem o fundo. A ideia também partiu de Paul, que se juntou com um dos fundadores do Movimento Pop Art, Peter Blake, e juntos trabalharam os primeiros desenhos. Com a ideia já finalizada, cada integrante escolheu algumas celebridades. Entre elas estão Marilyn Monroe, Bob Dylan, Marlon Brando, Lerry Bell, Max Miller, Mae West, Oscar Wilde, Karl Marx, Diana Dors e Edgar Allan Poe.

A estrutura musical do álbum também é bem diferenciada, sendo dividido em duas partes, ideia sugerida por John Lennon, tem a intenção de oferecer mais músicas. Antes da primeira faixa, temos uma abertura com uma orquestra afinando seus instrumentos. O estilo das faixas é bem diverso e quase todas as letras são baseadas em momentos importantes e, muitas vezes, inusitados da vida dos integrantes. “Lucy In The Sky With Diamonds”, por exemplo, é uma das mais populares, fazendo sucesso até hoje, tendo seu título inspirado em um desenho do filho de Lennon. A canção apresenta uma base clássica de guitarra, acompanhada pelos vocais de John e o backing vocal de Paul. Já “She’s Leaving Home”, foi baseada em um artigo lido por Paul McCartney onde abordava a história de uma menina que fugiu de casa aos 17 anos. A letra fala um pouco da falta de comunicação entre pais e filhos. “Within You, Without You” tem inspiração na filosofia hindu e apresenta instrumentais diferenciados, com bastante uso de violinos, violoncelos, violão e tamboura. Nas demais faixas, temos uma boa mistura do rock clássico da banda com novos estilos e experimentações.

Sendo um sucesso de crítica e vendas na época, o álbum ficou 27 semanas no topo de discos do Reino Unido e 15 semanas nos Estados Unidos. Críticos musicais importantes do mercado consideraram o disco como uma evolução histórica no progresso da música, uma obra-prima, entre outras qualidades. E ele permanece sendo aclamado até hoje.

Com o objetivo de comemorar os 50 anos do disco, Paul McCartney confirmou um relançamento do álbum, que além de todas as faixas, ainda contará com novas versões, remixes, fotos, um DVD do documentário “The Making Of Sgt. Pepper” e um livro. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band – Anniversary Edition tem previsão de lançamento no Brasil para daqui alguns meses, perto da data de seu aniversário.

Vale lembrar que Paul vem ao Brasil para uma série de shows especiais, que terão músicas do disco. A tunê srá nas sehuintes datas e locais: 13 de outubro, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre;15 de outubro, no Allianz Parque, em São Paulo; 17 de outubro, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte e 20 de outubro, na Itaipava Arena Fonte Nova, em Salvador. Pequeno detalhe, os ingressos do show em São Paulo já estão esgotados.

Esse texto é uma parceria com o blog Uppermag

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *