5 ago 2009

O novo single do Kings of Convenience

Por  @10:53

Já podemos ouvir o novo single do Kings of Convenience. O nome da música é ‘Boat Behind’ e tem a cara da dupla. Ótimo pra matar a saudade e aguçar a ansiedade pelo disco completo.

Ouve aí:

Uma graça, né? Como já dissemos aqui, depois de 5 anos no limbo, a dupla norueguesa formada por Erland Øye e Erik Glambek Bøe (como se pronuncia isso?) lançará seu novo trabalho, ‘Declaration of Dependence’, em 19 de outubro.

5 ago 2009

Arctic Monkeys – Humbug

Por  @1:56

am

3 anos após explodir a cabeça de muitos adolescentes com as guitarras urgentes de Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not e 2 anos depois de passar com louvor pela prova do segundo disco, lançando o excelente Favourite Worst Nightmare, o quarteto mais ilustre de Sheffield volta a ser um dos assuntos mais comentados em 10 entre cada 10 blogs musicais. O motivo, obviamente, é o terceiro disco da banda, Humbug.

Um fato que teve maior repercussão do que a própria banda lançando um disco novo, foi a escolha dos produtores pra essa nova empreitada. Além de James Ford, companheiro de outrora dos Monkeys, a banda também resolveu chamar a cabeça pensante por trás do Queens of the Stone Age, Josh Homme. Era tudo que faltava pra aumentar a expectativa dos fãs e até dos não-fãs, que também ficaram curiosos pra ver o resultado dessa parceira promissora.

AM - Humbug

Pra quem esperava encontrar mais da energia juvenil de Whatever, se decepcionou. O Arctic Monkeys de Humbug é indiscutivelmente diferente da banda que gravou o fenômeno de vendas de 2006. E pra quem esperava uma banda britânica com o peso do stoner rock americano, também se decepcionou. Humbug soa como uma das possíveis direções que a banda poderia ter tomado depois de seu segundo disco, que ainda continha elementos do primeiro mas que já indicava uma possível mudança de sonoridade (vide “505″, “Do me a favour” e “If you were there, beware”). Sonoridade essa que a banda resolveu assumir de vez e se deu muito bem, criando todo um clima mais soturno que o costumeiro e com um quê de psicodelismo e guitarras pesadas nas horas certas.

O disco começa com “My propeller” e demora alguns segundos até acostumarmos com a voz arrastada e sombria de Alex Turner. “Crying Lightning” vem em seguida e mostra que, além de ser o primeiro single do disco, ela é o grande destaque de Humbug e um dos melhores trabalhos que a banda já fez. Espremida entre as duas músicas mais pesadas do álbum, as excelentes “Dangerous Animals” e “Potion Approaching”, está “Secret Door”, que é, junto com “Cornerstone”, o “raio de sol” (na falta de outra denominação mais apropriada) de Humbug. As duas faixas se encaixariam muito bem no segundo disco dos Monkeys – o que não é surpresa, já que as faixas são as duas únicas produzidos por James Ford, membro do Simian Mobile Disco e um dos produtores de Favourite Worst Nightmare.

A algo sexy “Fire And The Thud” é outro destaque. Nela, é perceptível a influência de Josh Homme, dando um tom mais viajado à música e deixando-a com cara de “Desert Sessions”, projeto paralelo de Homme. O disco ainda conta com as ótimas “Dance Little Liar”, onde se destacam os belos trabalhos vocais e a poderosa “Pretty Visitors”, com riff inicial que pode até nos remeter vagamente ao debut da banda. Humbug tem como faixa derradeira “The Jeweller’s Hands”, que, apesar de não se destacar tanto, também não compromete o incrível trabalho geral.

Sem querer comparar a qualidade dos trabalhos, mas a situação em si, vale lembrar que o Arctic Monkeys segue o mesmo caminho de grandes britânicas que mudaram suas sonoridades no terceiro disco: Oasis e seu exagerado Be Here Now, Radiohead e o clássico OK Computer e, mais recentemente, Franz Ferdinand em Tonight e Kasabian com The West Ryder Pauper Lunatic Asylum. Depois da novidade do primeiro disco e da temida maldição do segundo, onde a banda realmente prova se o debut foi sorte ou competência, o artista, num terceiro trabalho, se sente mais livre e confiante pra se arriscar em outros caminhos onde a vitória não é tão garantida e a coragem, aliada à criatividade, é mais que essencial. Bem, torçamos então para que o Arctic Monkeys sempre se sinta como se estivesse fazendo o terceiro disco e nos brinde com mais novidades interessantíssimas como Humbug.

Nota: 4.2/5.0

4 ago 2009

Sigur Rós, Bloc Party, Metric e Calvin Harris estarão em álbum de trance

Por  @18:19

O DJ neerlandês Tiësto, um dos mais populares do trance, convidou diversos artistas para gravarem participações em seu novo álbum, Kaleidoscope, que tem lançamento programado para 20 de outubro. Entre os convidados estão Jónsi, do Sigur Rós, Kele Okereke, do Bloc Party, Calvin Harris, Tegan and Sara e Emily Hanes, vocalista do Metric e uma das mulheres mais poderosas do universo indie. O tracklist e as participações foram confirmadas pela Pitchfork:

01 Kaleidoscope [ft. Jónsi]
02 Escape Me [ft. CC Sheffield]
03 You Are My Diamond [ft. Kianna]
04 I Will Be Here [ft. Sneaky Sound System]
05 I Am Strong [ft. Priscilla Ahn]
06 Here on Earth [ft. Cary Brothers]
07 Always Near
08 It’s Not the Things You Say [ft. Kele Okereke]
09 Fresh Fruit
10 Century [ft. Calvin Harris]
11 Feel It in My Bones [ft. Tegan and Sara]
12 Who Wants to Be Alone [ft. Nelly Furtado]
13 LA Ride
14 Bend It Like You Don’t Care
15 Knock You Out [ft. Emily Haines]
16 Louder Than Boom
17 Surrounded by Light

Sem preconceitos, eu acho que vai sair algo foda dessas parcerias. E você?

4 ago 2009

Clipe: Modest Mouse – King Rat (dirigido por Heath Ledger)

Por  @16:25

Heath Ledger e Isaac Brook, do Modest Mouse, tinham uma amizade sólida. Até andavam de barco juntos, parece. Aí, num belo dia, Heath apareceu com a idéia de dirigir um clipe para ‘King Rat’, uma das músicas que sobraram do disco de 2007 da banda, We Were Dead Before The Ship Even Sunk. Mas aí Ledger morreu em janeiro do ano passado e não conseguiu concluir o trabalho, então o grupo de direção The Masses apareceu pra finalizar. Atenção: Você está prestes a assistir um dos últimos trabalhos executados por Heath Ledger.

‘King Rat’ faz parte do EP de b-sides No One’s First and You’re Next, que já vazou.

4 ago 2009

Muse libera capa do novo disco

Por  @14:31

Dia 14 de setembro será lançado oficialmente o quinto disco de estúdio do Muse, o esperadíssimo The Resistance. Faltando pouco mais de um mês pro lançamento, o trio britânico resolver liberar a  capa do álbum:

theresistance

Alguém mais aí fez um “Nossa!” quando viu a chamativa imagem acima? Bem, apesar do “susto”, acho que ela representa bem o clima de mistério e grandiosidade proposto pelo tracklist e pelas músicas que já vazaram até o momento, como o primeiro single de The Resistance, “Uprising”. A música já foi tocada pelo Zane Lowe na Radio 1 da BBC e também já está disponível em formatos digitais em alguns países. Pra quem ainda não escutou a música, clique aqui bem rápido antes que a Warner faça o Youtube tirar os vídeos do ar.

4 ago 2009

Paul McCartney desmente aposentadoria

Por  @13:08

Não passam de boatos, diz o ex-Beatle em entrevista ao Boston Herald.

De acordo com Paul, os rumores de que esta seria sua última grande turnê chegam a ser absurdos, não sendo esta a primeira vez que surgem. O fato chegou a ser comparado pelo astro com o conhecido rumor “Paul is Dead”, que dominou as manchetes de 1969.

Não, não estou. É tudo o que posso dizer.

Os boatos parecem ter surgido em uma declaração que deu, em que citou a aposentadoria. No entanto, alguns se concentraram somente nesta parte de sua fala, gerando os boatos.

Enquanto as pessoas quiserem me ouvir, eu provavelmente continuarei tocando. É muito fácil iniciar rumores.

Que não sejam rumores os shows no Brasil.

4 ago 2009

Os 20 melhores álbuns de 2009… até agora

Por  @12:36

Mal chegamos em agosto, a resvita Spin resolveu se adiantar e escolher os melhores álbuns de 2009. Até agora.

Um pouco cedo, não é mesmo, minha gente? Com tanta pressa, alguns álbuns promissores, como o aguardadíssimo Humbug, do Arctic Monkeys, ficaram de fora. Eu pude perceber que não ouvi metade desses álbuns e preciso me atualizar até dezembro se quiser montar um TOP 10 decente.

Será que a lista muda muito até o final do ano? Façam suas apostas! A lista completa é essa aqui:

Ida Maria – Fortress Round My Heart
Peter Bjorn And John – Living Thing
Blk Jks – Mystery
Dirty Projectors – Bitte Orca
Mastodon – Crack The Skye
Amadou & Mariam – Welcome To Mali
Yeah Yeah Yeahs – It’s Blitz!
Phoenix – Wolfgang Amadeus Phoenix
Animal Collective – Merriweather Post Pavilion
Regina Spektor – Far
Mos Def – The Ecstatic
Glasvegas – Glasvegas
Jarvis Cocker – Further Complications
Bat For Lashes – Two Sun
Mavado – Mr. Brooks… A Better Tomorrow
Wilco – Wilco (The Album)
Neko Case – Middle Cyclone
Grizzly Bear – Veckatimest
Sa-Ra Creative Partners – The Age Of Love
Antony And The Johnsons – The Crying Light