Pela segunda vez no Brasil, Sónar conta com lineup classudo e grandes nomes da eletrônica e do pop

Sabe quando você descobre que um festival poderoso vai voltar ao país, mas que ainda falta muito tempo até a data dos shows chegar?

Foi assim com o Sónar, que anunciou seu retorno a São Paulo lá em dezembro de 2011. A espera desde então foi grande, mas finalmente estamos perto de chegar ao Anhembi para acompanhar um dos mais respeitados festivais de música eletrônica do mundo.

Nos dias 11 e 12 de maio, a capital paulista receberá nomes importantíssimos, como Justice, Four Tet, Cee Lo Green, Mogwai, Chromeo, Flying Lotus, Modeselektor, Squarepusher, DOOM, Emicida, Criolo, Little Dragon, Gui Boratto, SILVA, e James Blake, entre outros. Se já não fosse respeitável o bastante, o Sónar ainda anunciou há poucos dias a inclusão dos gigantes do Kraftwerk, que trarão seu elogiado show com projeções 3D, sucesso de público e crítica em sua pequena residência no MoMA, em NY.

A venda de ingressos segue firme, mas não deixe pra última hora porque você pode pagar mais caro. Aproveite os preços camaradas do segundo lote e garanta seu passaporte para um dos eventos de música mais importantes do ano no país.

Bem, a dica está dada. Nos vemos no Sónar SP.

  • Rafa

    A empolgação do Sónar São Paulo, que vai trazer meu duo preferido na vida, o Justice, foi abalada ontem.

    Pela demora na entrega, foi conferir o que estava acontecendo e descubro que o ingresso foi entregue para alguém que desconheço. Segundo os dados do rastreamento, quem recebeu se identificou como Igor, porteiro do prédio.

    Ele não existe. Nunca existiu porteiro chamado Igor lá. E, falando com o sr. João, verdadeiro porteiro, ele afirmou que não recebeu nenhuma encomenda para o meu apartamento em que fosse pedida sua assinatura e RG.

    Ontem, fazendo o Boletim de Ocorrência, vejo na delegacia que o RG dado pelo tal Igor era de uma mulher. Agora, fica a pergunta: se uma empresa como a Ingresso.com não se dá ao trabalho de conferir de fato a identidade das pessoas para qual entregam um envelope no valor de R$ 365, como podemos confiar nela pra qualquer outra coisa?

    Ou, pior: será que essa entrega aconteceu de verdade? Será que esse ingresso, que comprei em dezembro de 2011, que já está pago, de fato saiu de São Paulo para Brasília?

    Por isso, quem tiver comprado por essa empresa, deve redobrar o cuidado na hora de receber o seu ingresso. Sigo aqui na luta e na esperança de conseguir ver o festival.

  • Rafa, se você tem grana para comprar mais um ingresso, minha dica:

    Compre um segundo ingresso para o SONAR, vá ao show tranquilamente.

    Depois do show, entre com um processo no JEC (juizado especial cívil) contra o ingresso.com por danos materiais. Isso certamente é causa ganha. Não só pelo dinheiro, mas pelo simples fato de mostrar que a justiça funciona sim no nosso país e para esse babaca (ou essa babaca) aprender algo.

    Seu dinheiro virá em dobro, você ganhará uns 800 reais e isso demora uns 3 meses para ser resolvido.

    abçs.