Remanescentes do Pussy Riot apresentam “Putin Light Up The Flames”, novo single do grupo

Como todo mundo ficou sabendo, durante a última semana três integrantes do Pussy Riot foram consideradas culpadas pelas acusações de vandalismo e incitação ao ódio religioso na catedral do cristo salvador de Moscou. A prisão de Nadezhda Tolokonnikova, Maria Alyokhina e Yekaterina Samutsevich aconteceu após o grupo cantar uma “oração punk” dentro da igreja, pedindo à Virgem Maria que expulsasse o presidente Vladimir Putin do poder.

Mesmo com tantos problemas, as remanescentes da banda encontraram tempo para gravar um novo (e raivoso) single, nomeado “Putin Light Up The Flames”. Sente a fúria: