Quatro singles para sua Jukebox: VRUUMM, Nevilton, Papisa e Almir Chiaratti

VRUMM. Foto: Divulgação

Tem umas bandas que dão aquela sumida, mas a gente sabe que quando voltam, vão voltar com coisa boa. Para mim este é o caso da VRUUMM banda de “jazz” paulistana que lançou o single “RAGGAVRUMM” com produção do grande Guilherme Kastrup e mixagem do Victor Rice. A música segue numa linha do reggea/ragga/balck music, algo bem diferente do que eles mostraram no disco homônimo lançado em 2015. A Vruumm já se reinventa no jazz e por isso, o uso das aspas ali em cima, os meninos pegam a base do estilo e a sua principal característica, a improvisação e colocam uma atitude rocker em cima.

“A nossa proposta como “banda de jazz” é justamente essa, não sermos uma banda de jazz! Todos da banda tem uma bagagem musical própria que talvez não seja o mais comum quando se fala em músico de jazz. A impressão que dá que quando se fala que o cara toca jazz o cara só escuta jazz, só estuda jazz, alguns casos é assim mesmo! Eu nasci em 83, então cresci escutando Michael Jackson, Bee Gees, música clássica por causa da minha mãe que sempre estou muito, nos anos 90 veio o grunge, o rock mais pauleira e tal… Então eu cresci escutando tudo quanto é gênero musical. E quando decidi por seguir a vida de músico, não só como profissão mas como estilo de vida também, eu busquei me tornar um músico antes de mais nada, versátil. Por isso que minhas músicas são uma mistura só mas que no fim é bom! Cria caráter, cria uma personalidade! Uma hora tô compondo um baião, outra hora uma valsa, um choro, opa, um reggae em 7!”, conta Anderson Quevedo.

Aproveitamos também para perguntar ao Anderson como foi trabalhar com dois grandes entendendores de música: “Foi ótimo trabalhar com o Kastrup! A gente ainda não tinha trabalhado com um produtor que mexesse na nossa música à vera! Ele colocou bastante da própria identidade musical no nosso som, o que é maravilhoso também! Victor Rice dispensa comentários! Apenas um dos melhores engenheiros de som que tem por aí! Já trabalhou com Bixiga 70, Curumin, Céu, apenas para citar alguns”.

Agora é só dar o play!

O Nevilton está preparando o seu mais novo disco, que se chamará Adiante. Eu já ouvi e posso adiantar a vocês que está muito bom mesmo, de verdade! Aguardem ao divertido, seguro e cheio de estilos diferentes dentro do que é o mundo do Nevilton (ou fora dele). Mas para não ficar só eu falando que vem coisa boa por aí, ele resolveu lançar o single “Amarela/ Amanecerá”, canção que estará no álbum e que tem participação do cantor e compositor mexicano Cesar Saez.

A Papisa que acabamos de conferir no Festival Path (contaremos tudo sobre o evento em breve aqui no site) escolheu o Inhame Sessions para apresentar sua música nova “Curva”, que estará no primeiro disco, previsto para sair este ano. Para quem conhece o trabalho da Rita Oliva, a artista por trás da Papisa, não há muita novidade. A música segue o clima soturno, norturno e cheio de penumbras com toques eletrônicos a la Cat Power. Vale dar o play!

Após o disco Bastidores do Sorriso e o single “Terceiro Turno”, lançado exclusivamente aqui pelo site Move That Jukebox, Almir Chiaratti aproveita o mês de maio também para mostar o que vem por aí em seu próximo lançamento e nos apresenta “Triz”, música e letra dele e com produção do Eugenio Dale, que já trabalhou com grandes nomes como Ney Matogrosso, Sergio Mendes, Oswaldo Montenegro. Aqui, Almir exibe arranjos encorpados e cheios de personalidade, junto de nuances marcantes do violoncelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *