R.I.P. Jeff Buckley (17/11/1966 – 29/05/1997)

Pelo menos aqui você não verá um texto ressaltando a tristeza nas músicas de Jeff Buckley. Durante sua curta trajetória, o músico ficou conhecido por ser uma pessoa extremamente bem humorada e engraçada. A sensibilidade de suas interpretações variava de acordo com a necessidade do momento, indo de “Ace of Spades” (Motorhead) a “I Know It’s Over” (The Smiths). Por essas e outras, sua morte prematura foi tão lamentada, afinal o mundo não pôde conhecer todas as facetas do autor de “Lover, You Should’ve Come Over” e “Forget Her”.

Álbuns póstumos como Sketches for My Sweetheart the Drunk e So Real: Songs from Jeff Buckley ainda trariam uma ou outra carta na manga, mas já era tarde demais.

Para relembrar os 17 anos sem Jeffrey Scott Buckley, separamos 5 canções bastante conhecidas graças à sua voz, 7 shows completos para streaming (entre vídeos e áudios) e a íntegra do documentário Everybody Here Wants You, lançado em 2002. Espero que gostem.

Hallelujah

A música mais conhecida na voz do cantor foi composta por Leonard Cohen, que a lançou em 1984 no álbum Various Positions. Jeff passou a interpretá-la influenciado pela versão de John Cale, presente no LP Fragments Of A Rainy Season (1992). “Hallelujah” também costumava ser o último número dos concertos de Jeff Buckley.

Last Goodbye

O maior sucesso comercial do músico, figurando em trilhas sonoras de vários filmes, como Vanilla Sky (Cameron Crowe). A letra fala sobre a perda de uma pessoa querida e a necessidade de se dizer adeus.

Em 2003, uma versão alternativa da canção (com o título original, “Unforgiven”) foi lançada no álbum Live at Sin-é (Legacy Edition).

Lilac Wine

Composta por James Alan Shelton e gravada em 1950 pela cantora e atriz Eartha Kitt. Uma das versões mais conhecidas da música seria lançada em 1966 por Nina Simone no álbum Wild Is The Wind, entre tantas outras. Jeff Buckley chegou a dizer que “Lilac Wine” era “uma linda canção que ele desejava ter escrito.”

Lover, You Should’ve Come Over

Uma das minhas favoritas. Concebida após o fim do namoro entre o cantor e a atriz Rebecca Moore. A letra faz uma reflexão sobre ser jovem, estar envelhecendo e perceber que várias perspectivas em relação à vida ainda não foram superadas.

Grace

O próprio Jeff explicou que a canção é sobre “não se sentir tão mal com sua própria mortalidade quando você tem um amor verdadeiro” (esta frase pode ser ouvida na versão ao vivo do álbum Live at Sin-é). Além de dar nome ao LP de estreia do cantor, “Grace” também foi o primeiro single do trabalho, com direito a videoclipe.

(Shows)

Live at The Knitting Factory – ‘The Music Faucet’ (19.04.92)

Live at the sony studios 1995

Live on “Atlanta 99X” August ’94 (APC Studios, Georgia, USA)

Live @ Aus Dem Sudbahnhof, Frankfurt 24/2/1995

Live at the Velvet Jungle Complete Concert Paris France 2/15/95

Live at the Roskilde Festival (30.06.95)

Live at Glastonbury Festival 1995-06-24

(Documentário)

Everybody Here Wants You

Fonte: Degenerando Neurônios

Leia também

  • Eu tinha 10 anos quando ele morreu. Essa coisa de gênios morrerem antes de você ter tempo de conhecê-los é a única parte triste da história.

  • Dann Thomas

    Obrigado por me lembrar, as vezes as coisas se acumulam e acabo me esquecendo um pouco de como as coisas eram mais simples…

  • Jeff Buckley me arrebata a cada dia quando ouço ou reouço as musicas.É impressionante,poucos artistas conseguem fazer isso comigo,geralmente conhecidos.Mas no caso dele ele faz e mais um pouco,então é incrivel isso.Conheço ele há 15 anos.

  • Raphael

    Eu lamento sua morte todos os dias… Suas musicas sao maravilhosas e sua voz é com certeza a melhor e uma das mais bonitas. Não consigo acreditar que alguem cantando Grace ou Chocolate pode morrer… Lamento muito. Belo texto (:

  • Gostei muito da abordagem.
    Desde 2007 que divulgo através de shows no Rio de Janeiro, a obra de Jeff Buckley, que consideo simplesmente fundamental.

    Abraço-lhe

  • Pingback: Aos 17 anos de morte de Jeff Buckley, Jennifer Souza (Transmissor) divulga versão de "Lover, You Should've Come Over" | RockinPress()

  • Edna de Jesus

    Sem palavras para descrever essa obra magnifica de Jeff Buckley. Conheci este artista a pouco tempo e me apaixonei perdidamente por suas musicas.