Sete músicas do novo álbum de Kate Nash já podem ser ouvidas

Definitivamente, Kate Nash não sabe guardar segredo. Depois de fazer muito suspense sobre o lançamento de seu novo álbum (que, por ora, se chamará Crayon Full of Colour), Kate já não parece mais tão misteriosa assim. De acordo com o tracklist divulgado anteriormente, o segundo disco da inglesa terá doze faixas, mas a novidade é que SETE dessas “inéditas” já podem ser encontradas no YouTube – e, pra nossa surpresa, a maioria delas não soa nada como “I Just Love You More”, que sacudiu a blogosfera musical na semana passada com suas guitarras experimentais e tendências punksters.

Fiz uma relação de todas as faixas que você já pode conferir. Segue a lista e, no final, o link para download de uma compilação com as músicas que estão disponíveis:

1. You’ll Never Listen – Originalmente batizada como “Paris”, a música apareceu nos shows de Kate no início de 2009. Ouça aqui, com letras.
2. Kiss That Girl – Áudio ruim, mas dá pro gasto. Registro único no YouTube. Aqui.
3. Don’t You Want To Share The Guilt? – Lançada como b-side de “Merry Happy” em março de 2008. Ouça aqui, também com letras.
4. I Just Love You More – Além de ser encontrada no YouTube, a música mais chocante da carreira de Kate Nash foi disponibilizada para download. Pra pegar, é só vir aqui.
5. Do Wah Doo – Ao vivo, a música foi introduzida com um cover de “Do Wah Diddy Diddy”, do The Exciters, e só depois virou uma canção autoral. Uma baladinha bem legal e primeiro single do trabalho. Ouça aqui.
6. Higher Plane – ?
7. I’ve Got A Secret – ?
8. Oh Jay – ?
9. Later On – ?

10. Pickpocket – Ao vivo, acústica e com letras, apresentada lááá no início de 2008. Aqui.
11. You Were So Far Away – ?
12. I Hate Seagulls – Música bonitinha, introspectiva e que o público parece ter aprovado. Vídeo com letras aqui.

Você pode baixar uma compilação com as sete músicas disponíveis, ripadas pelo Move That Jukebox, no mediafire.

A maioria dos vídeos acima foram postados no YouTube pela xuuxu2605, stalker em potencial de Kate Nash. Vale registrar que, por serem relativamente antigas, as músicas podem ter sido completamente remoduladas. Ou não. Pra tirar a prova dos nove, só esperando até o vazamento do disco ou, para os politicamente corretos, até 19 de abril, quando o disco ganha lançamento oficial.