Shout Out Louds lança álbum “orgânico” com produtor de destaque em fevereiro

Eu sempre quis muito ver um show do Shout Out Louds. Não tenho um bom motivo, até porque sei que a apresentação dos caras não é muito explosiva, mas eles marcaram um momento legal da minha vida (oun). Foi justamente por isso que quase dei um pulo da cadeira quando li, via email, que os meus suecos favoritos (sim, Peter Bjorn and John vem em segundo lugar) estão com clipe e música nova, além de um álbum prontinho para ser lançado.

O clipe de “Walls”, primeiro single do novo trabalho, acaba de ser postado nesse artigo. Também foi disponibilizado o download da música pela própria gravadora, a Merge, que eu encaminhei pro mediafire pra facilitar a vida de vocês. Ah, ainda não falei o nome do novo disco, né? Então, o terceiro filho do Shout Out Louds chama-se Work e teve sua cesariana agendada para 23 de fevereiro – e, embora a minha metáfora tenha sido bem podre, o álbum parece estar bem legal. “É tudo sobre estar em casa”, conta a banda, que “perdeu as percussões e cordas e manteve as coisas orgânicas e diretas”.

shout out louds - work

A produção de Work foi assinada por Phil Ek, que trabalhou com o The Shins em Wincing The Night Away e Chutes Too Narrow – esse segundo, inclusive, pode ser considerado um dos melhores álbuns da década. O homônimo do Fleet Foxes, que encheu os olhos de meio mundo no ano passado, também foi assinado por Ek, assim como Time To Die (The Dodos, 2009), toda a discografia do Band of Horses e dois terços da discografia do Built to Spill.

Volto logo mais, depois de anotar Work na lista de melhores lançamentos de 2010.

  • Que bom que vc sabe que sua metáfora foi horrível.
    Mas enfim, dá-lhe Shout Out Louds! Não é à toa que “Please, please, please” (http://www.youtube.com/watch?v=oqztDvyMQlw) é meu toque de celular!

  • Ué, o que aconteceu com o “José Mauro, te ligaaaaam, José Mauro, ateeeeeende”?

  • Marília

    certamente que Chutes Too Narrow é um dos melhores ábuns dessa década que se encerra (sentirei falta…), está entre os álbuns que ouço incessantemente. vício completo.

    essa Shout Out Louds parece legal, juro que nunca tinha ouvido nem falar. (ainda bem que acompanho o blog…)

  • andré

    puta show cara, e os caras sao fodas mesmo né, desde o primeiro cd que tudo é tao foda…claro, só podiam ser suecos

  • Pingback: Randomizando #09: todo o céu e essas pequenas coisas | Bloody Pop()

  • Percival

    Boa notícia.

    Mas, “tudo sobre estar em casa”? Essa tradução foi mais podre que a metáfora.

  • Pingback: Move That Jukebox! » Escute “Can’t Explain”, música inédita do Shout Out Louds()

  • Morra de inveja, eu assisti o show deles no coquetel molotov 08, foi massa, só não foi melhor que o do Peter Bjorn and John. hahaha.