Southern Rock, de A a Z (parte 1)

Gregg Allman certa vez disse que southern rock é o mesmo que dizer “rock rock”. Com essa frase, podemos presumir que o gênero é um dos mais tradicionais dentro do rock, desde os tempos remotos até os dias de hoje. Na tentativa de introduzir aos amantes da boa música o primeiro contato com o southern rock, montei um esquema que vai da letra A ao Z, com referências históricas e curiosidades sobre bandas que merecem uma atenção especial. Essa é a primeira parte do post, então, aguardem a continuação, e… espero que gostem:

 

A de Allman Brothers Band. Banda pioneira no estilo southern rock, mesclando blues, country, rock, folk e até jazz.

B de Bandeira dos Estados Confederados dos Estados Unidos América, que serve como pano de fundo para a maioria das bandas de southern rock. Para saber mais sobre a história da Guerra da Secessão (que “rachou” os Estados Unidos da América) clique aqui.

C de Capricorn Records, gravadora responsável por praticamente todos os velhos clássicos do southern rock. Clique aqui para ver uma lista com alguns discos lançados pela gravadora.

D de Dixie Dregs. Banda formada em 1975, contava com Steve Morse no posto de guitarrista. Famosa por misturar (virtuosamente) vários estilos musicais, como jazz, southern rock e bluegrass, a banda não teve muito tempo de vida, mas sua influência na música atual é inegável. De vez em quando ainda pipocam alguns shows comemorativos com os integrantes da formação clássica da banda.

E de Estrada. As bandas de southern rock são conhecidas pelo espírito aventureiro de “pé-na-estrada” e são as que mais fazem shows pelas mais variadas cidades dos Estados Unidos. O grupo The Allman Brothers Band mesmo, antes de lançar seu primeiro disco, já possuía um enorme reconhecimento do grande público, devido ao número exaustivo de shows previamente realizados.

F de Funochio’s. Esse é o nome do bar em que Al Kooper viu o Lynyrd Skynyrd tocar pela primeira vez. O resultado disso? Um contrato com a gravadora MCA e a produção de Pronounced ‘Lĕh-‘nérd ‘Skin-‘nérd, o disco de estreia da banda.

G de Georgia Satellites, banda formada em 1980, fez um relativo sucesso na década de sua origem. Oficialmente, o grupo nunca se deu por terminado, e seu último lançamento, Shaken Not Stirred, saiu em 1997. Em abril de 2003, em Atlanta, Baird, o baixista Keith Christopher e o baterista David Michaelson tocaram duas noites sob o nome de Keith and the Satellites. De lá pra cá, pouco (ou quase nada) se ouviu falar do grupo.

H para o disco Hittin’ the Note da Allman Brothers Band que, além de ser o mais recente álbum de estúdio do grupo, é também o primeiro sem Dickey Betts, guitarrista e principal compositor, (ao lado de Gregg Allman). Diversos problemas de bebedeira e agressões levaram o músico a ser demitido, depois de mais de trinta anos de parceria. Para o seu lugar, foi recrutado o jovem Derek Trucks, que, além de excelente guitarrista, domina como pouco a técnica slide, recurso usado com grande frequência no estilo.

I de Influência. Bandas e artistas como Metallica, Pantera, Primal Scream e Kid Rock já declararam sua paixão ao southern rock. Kid Rock inclusive já se apresentou ao lado do atual Lynyrd Skynyrd em várias ocasiões.

J de Jacksonville, cidade localizada no sul da Flórida e terrra natal de bandas como Lynyrd Skynyrd e Molly Hatchet.

K de Kentucky Headhunters, banda que surgiu na década de 1980 e faz um misto de honky tonk, blues e southern rock – tudo com uma forte pegada de country music. É uma daquelas bandas que acreditam que a estrada é o melhor lugar para se tocar rock and roll, lançando poucos discos, mas com muito apetite por turnês.

L de Lynyrd Skynyrd (lógico). Essa foi a primeira banda a erguer a bandeira sulista em seus shows, além de marcar a época de ouro do southern rock. Também foi uma dos primeiros grupos que tinham três guitarristas solistas em sua formação.

Continua na parte 2 do especial Southern Rock.

  • Priscila

    Muito bom o post!

  • Pablo Balieiro

    Cara, só não pode faltar Saint Jude. Essa banda é muito boa!!!

  • Állan “Sassa”

    Um dos melhores posts que eu já vi por aqui!

    Precisava de um sobre o soul também, hein?!

  • Pingback: Southern Rock, de A a Z (parte 2) | Move That Jukebox!()