Frescuras contratuais exigidas pelo Stone Roses geram boicote de fotógrafos

Não é difícil encontrar casos de grandes fotógrafos que desistiram de trabalhar com certas bandas por sofrerem dificuldades em suas respectivas funções profissionais. Agora é a vez do Stone Roses entrar nessa numerosa lista. O grupo, que é um dos pioneiros do Britpop, simplesmente lançaram um contrato monstruoso que, entre outras cláusulas, impede o uso de flash durante os cliques e o que talvez seja pior: os retratos não poderão ser publicados sem a prévia autorização da banda (se restringindo a fan sites como o www.thestoneroses.co.uk ou aos veículos credenciados em questão), podendo comprá-las por uma libra cada (normalmente os fotógrafos e artistas possuem os direitos de imagens, desde que exista um acordo contratual especificando o contrário).

Considerando tudo isso, Ian Tilton (renomado fotógrafo de rock e fã do Stone Roses) lançou um boicote ao show do grupo, exigindo a revisão do contrato e principalmente dos pontos que prejudicam os fotógrafos freelancers. O site Dangerous Minds publicou uma imagem do contrato, junto com o pronunciamento de Tilton (leia aqui).

Vale ressaltar que o Stone Roses ainda tem shows marcados pela Ásia e Europa, e um boicote desse tipo só reforçaria a péssima relação que a banda manteve com a banda ao longo de todos os anos em atividade.