SWU: Kings of Leon, o anticlímax do festival

Não era fã dos Kings of Leon e com certeza não fiquei depois desse show do SWU. Paradíssimo, sem comunicação e com poucas músicas dançantes, o show dava sono. Assisti acompanhado de um fã e ele mesmo atestou: o show poderia ter sido mais, muito mais do que acabou sendo.

Problema é que os caras pareciam dispostos a fazer um show boçal. Começa pelo cenário, um monte de refletores com acabamento para parecerem ferro velho. Podia até ter resultado em um espetáculo visual (vide os shows de Daft Punk e Radiohead no Brasil), mas, por falta de um operador competente, ou de criatividade mesmo, o que se via era um pisca-pisca aleatório.


Foto: Jorge Rosenberg, do iG

Enquanto isso, o show em si era um marasmo. Focados nas músicas do penúltimo disco, Only By The Night, os Kings não pareciam se esforçar para levantar o público. As poucas músicas animadas pareciam vir calculadamente espaçadas para que o povo não se inspirasse. Teve uma “Molly’s Chamber” aqui, uma “Sex On Fire” ali, e no meio, um monte de músicas lentas e chatas.

O quarteto de músicos, no piloto automático, quase não se comunicava com o público. Para ser sincero, não me lembro de Caleb Followill ter sequer olhado para a gente. Enquanto eles disparavam as músicas chatas, o pessoal aproveitava para mandar SMS, ir comprar espetinho, fugir do frio no palco Oi… até o pessoal que estava sentado na árvore cansou e cedeu o lugar para outros mais corajosos.

Agora eu me pergunto: para que vir ao Brasil para fazer isso? O que era para ser um momento climático para muita gente, acabou virando o show mais morto do SWU. Tem gente que diz que os Kings of Leon são uma “boy band” disfarçada. Será? Porque, se tem uma coisa que boy bands sabem fazer, é arrancar gritos e pulos do público.

No SWU, a única reação que vi foram bocejos. E juro que não faltou boa vontade da minha parte ou do resto da platéia. Faltou da parte dos Kings.

17 Comentários para "SWU: Kings of Leon, o anticlímax do festival"

  1. Descordo…..COMPLETAMENTE….em todos os sentidos…mas….é o tipo de banda que funciona muito bem para alguns e para outros não….e isso é absolutamente normal…..o kings of leon ao vivo e em disco jamais serão uma unanimidade….muita gente espera mais “rock” e “energia”…..e não se contenta apenas com um rock mais tranquilo e com boas melodias…..mas eu entendo e respeito…….eles não tem a intensidade do queens of the stone age (que é óbvio, também prefiro muito)…..mas….eles são uma bem boa banda de rock……gostei muito do show e só acho que um pouco mais de volume não faria mal a ninguém…..mas….como já tinham estragado o rage against the machine com aquele som tosco, baixo e falhando……mas isso é uma outra resenha…..hahahahah…….jamais ponha a culpa em uma banda de rock por estar num festival em um dia bem pop, onde 80% das pessoas estavam esperando aquelas 2 músicas…….kings of leon rocks!!!

  2. concordo com tudo, victor. e olha que sou fã dos caras e esperava um puta show.
    e o êxodo de garotinhas indo em direção às barraquinhas de comida depois de “use somebody”? só não foi mais revoltante do que a apatia dos followill.

  3. Eu concordo em partes, o show foi bem insosso mesmo… dava pra ser melhor, se colocasse outras tipo King of the Rodeo ou um Red Morning Light… mas a opção deles era de ser um pouco mais country e um pouco mais introspectivo… eu gostei do show como um fã, mas em geral, dava pra ter sido bem melhor….

  4. Concondor plenamente. Esperei tanto pelo show e ainda na metade resolvi ir embora. Eles deixaram de fora as melhores músicas para um show de rock, e eles têm boas músicas. Acabou se tornando uma apresentação sem sal e, com o frio que estava, nada atraente.

  5. Nossa foi bem por aí mesmo! Primeiro que o show começou com o microfone um pouco baixo e o setlist tava cruel muito monótono.

  6. Concordo, apesar que eu me lembro de ter pulado sem parar pelo menos todas as músicas haha
    acho que eu só fui perceber a apatia depois do show quando eu vi metade do público se dissipando e metade quase dormindo

  7. Olha eu adoro Kings Of Leon mas concordo plenamente com vocês. Já tinha ido no show deles no Tim festival e fui no SWU esperando bem mais. Senti que fomos ignorados afinal não houve nenhuma interação com o público. Eu sinto muita energia ouvindo Kings e não foi isso que rolou por lá. Foi um show paradão. Eu esperava mais. Foi um show de luzes e como vocês disseram, dois hits e vários bocejos. Sorte minha gostar tanto, se não teria ficado insuportável! rs

  8. Concordo com o Alexandre. Cada banda com seu estilo. o KOL virou uma banda de baladinha mesmo. Nao curte? cai fora!! ( nao curto, p deixar claro) Vai querer comparar KOL com banda de ROCKZAO, empolgadao?! Quem ouviu os ults CDS deles, ja viu que eles n estao mais na vibe Aha Shake Heartbreak. Eu antes iria num show do Kol, hoje, nao mais. O problema principal eh q a glr se importa muito com os outros. “Ai td mundo saiu depois de Use Somebody” meo, foda-se!! haha Essa sindrome so-eu-e-meus-amigos-cults-podemos-gostar-de-uma-banda eh um pe no saco tambem. Nao fui no SWU pq n to nem no Brasil, mas aqui existem OTIMOS shows com 50 pessoas dentro de uma casa minuscula. Uma minoria se mexe e tem glr que fica no bar bebendo so assistindo de boa. E vc acha que eu to incomodada com a galera que fica no bar conversando e n ta nem ai? Melhor que sobra mais espaco pra mim.
    Recado dado!

  9. Foi um bom show, cantei quase todas
    as musicas pq sempre curti o KOL, apesar da apatia dos Followill.
    De hipotese nenhuma vou ficar resmungando!!
    Ficaram devendo California Waiting e King of Rodeo…..

  10. Já fui pro SWU esperando que o show deles ia ser uma bosta, mas fui conferir. E, ao contrário da maioria das pessoas, não achei.
    Certo que é meio paradão, até o Mutantes-que-não-era-Mutantes conseguiu levantar mais a galera que eles, mas também faltou um pouco de respeito por parte desta – Sex On Fire e Use Somebody não eram as únicas músicas do repertório, né?
    Achei bonito ver KOL ao vivo. Bonito porque o som da banda, ouvindo assim, em casa, é praticamente pra dormir, mas ao vivo é tocante. A voz do Caleb parecia até fazer o frio sumir um pouco de mim.

  11. Nunca li tanta merda em um post só, puta que pariu.
    Move that jukebox e seu jeito amador de se escrever, parece até um papo no msn.

  12. Pra começo de conversa, sou fã do KoL. Estava no SWU, esperando o show, mas machuquei o pé e tive que ir embora.

    De qualquer forma, vi uma apresentação completa dos caras em julho e posso dizer que os comentários do blog não destoam muito do que eu vi. E olha que o público tentou colaborar! Com exceção de ‘Knocked Up’ e da dobradinha pop (‘Sex on Fire’ e ‘Use Somebody’) o restante das músicas ficava muito aquém das versões de estúdio. O som estava mais leve e mais pasteurizado e, infelizmente, conseguiram estragar a queridinha ‘Molly’s Chamber’, sem seu peso habitual.

    E, após ouvir ‘Come Around Sundown’, parece que a banda está, realmente, deixando o peso de lado, o que não me agrada muito…

  13. não fui no swu e queria muito ter visto KoL, agora, com tanta crítica negativa, estou quase me convencendo que o show foi ruim mesmo…

    mas como alguém disse, é importante entender que eles não estão mais na vibe “aha shake heartbrake”… embora se espere uma empolgação adolescente e rock n’ roll ouvindo alguma faixa desse album algum (tipo Taper Jean Girl”), eu também gostaria de estar ouvindo alguma balada de um album recente, como “Revelry”, por exemplo…

    O que assisti pela internet (e que não me dá credibilidade nenhuma para criar uma crítica de um show) foi um KoL zumbi mesmo… resta saber se isso é uma característica deles nos palcos (caipiras tímidos com síndrome de shoegaze), ou foi algo do tipo “tocar no Brasil? pfff…”

  14. Olha essa história de falar mal do show deles já me irritou….pq toda vez é o mesmo papo do povo que se acha indie: “a banda tá pop”, “as pessoas só sabiam cantar Use Somebody”, e agora leio que a banda é boy band! Que isso vai minha gente!??? Os caras tem cds muito bons, mandam muito bem, ótimo que mais pessoas hoje conheçam eles….estão fazendo sucesso pra c* mesmo!!! Eu não fiquei com sono, e vi muita gente feliz da vida cantando e curtindo. E tô nem ai pro povo que só sabia cantar 2 músicas do último cd! A banda veio num outro momento de carreira e outro perfil…mais longeeeeeeeeeeeeee de ser ruim.

  15. A banda é muito boa, pode ser meio paradão mesmo o show deles, mas acho que é o jeito da banda, e o kol tem o melhor vocal das bandas que tão por aí.

  16. Sou grande fã de Kings Of Leon. Comprei meu ingresso na primeira semana de vendas, me planejei e esperei muito anciosa por esse show, e confesso: poderia sim, ter sido muito mais.

    No ínicio, os refletores, os efeitos, a voz de Caleb transformou o frio e o cansaço em bom-humor, alegria e euforia: caraca, estou no show do Kings Of Leon.

    Pena que tal sensação não durou por duas ou três músicas!
    Um contato da banda com o público, a vontade de fazer o chão tremer, a galera gritar ou cantar a uma só voz foram coisas não percebidas na banda, por mim, o que foi uma pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *