The Kooks já fala em novo disco, que deve sair no começo de 2011

Já tá na hora do The Kooks deixar de lado o sumiço e lançar o sucessor de Konk, de 2008, não? Os integrantes da banda também acham isso. Tanto que já estão com disco novo no forno – o terceiro da carreira. Depois de trabalhar com o fodão Tony Hoffer (Air, Supergrass, Fratellis, Belle & Sebastian), a banda inglesa recrutou o produtor Jim Abbiss para o novo desafio. Abbiss, pra quem não sabe, é um dos responsáveis por Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not, debut arrasa-quarteirão do Arctic Monkeys.

As novidades vêm do próprio vocalista do Kooks, Luke Pritchard, que foi entrevistado pela NME no V Festival, realizado no último fim de semana na Inglaterra. O frontman do grupo também afirmou que as gravações aconteceram tanto em Londres quanto em Nova York – e, delas, já surgiram músicas como “Weight of the World”, “Window to the Soul”, “Strange One”, “Saboteur” e “Rosie”.

Além disso, Luke também contou como foi o processo de gravação do novo trabalho, que contou com 2 novos membros, o baixista Peter Denton (que substituiu Dan Logan em 2008) e o baterista Chris Prendergast (entrando no lugar de Paul Garred no fim de 2009):

Musicalmente, está bem diferente. É uma nova banda, com dois novos caras. O som mudou drasticamente, mas ainda temos as mesmas raízes, dando a mesma importância à melodia. As letras são bem influenciadas pelo o que está acontecendo. Você chega a um terceiro disco e já tem 6, 7 anos de estrada.

Depois de uma estreia sensacional em 2005 com Inside In/ Inside Out, de hits como “Eddie’s Gun” e “She Moves In Her Own Way“, o Kooks não mostrou muitas novidades com Konk. A esperança é que, passada a síndrome do segundo disco, o quarteto balance novamente o indie rock britânico com seus arranjos criativos e refrões certeiros.

Ainda sem um nome definido, o já bastante esperado disquinho deve ver a luz do dia lá pelo começo de 2011.