• Einre

    POLEMICA>> o Is This It foi um CD com o timing perfeito. as músicas certas na hora certa. música juvenil para os jovens. agora, musicalmente falando, estaria (no máximo) no top 3 deles. O próprio Comedown Machine viria na frente! Como as pessoas não enxergam isso gente?!? rs 🙂

  • Gabriel

    Adorei o álbum. Todas as faixas tem sua identidade. Umas remetendo ao antigo “Strokes” e outras para as novas tendências dos caras. Esquisito em alguns momentos, mas 100% cativante, maduro e corajoso. Voltei a ficar otimista com relação ao futuro deles 🙂

  • Larissa

    Vou dar mais uma chance ao álbum depois dessa resenha, mas eu quero mesmo é elogiar o texto em formato de guia que ficou muito legal

  • déh

    First Impressions of Earth é irado, convenhamos.

  • Ricardo

    Puta merda, falar que First Impressions of Earth é um cd mediano ou abaixo da merda é foda viu, mais foda ainda falar que esse cd novo é melhor que ele.

  • Adorei o infográfico. É bem difícil uma banda fazer álbuns geniais assim, num estalar de dedos. Comedown achine pode não ser o melhor, mas mostrou a banda mais madura e com bons singles pra lançar. Agora é esperar a turnê e os próximo álbuns.

  • Jonas

    Puta merda, falar que First Impressions of Earth é um cd mediano ou abaixo da merda é foda viu, mais foda ainda falar que esse cd novo é melhor que ele.[2]

    Pior ainda foi o infográfico afirmar isso como se fosse uma unanimidade, uma verdade inquestionável.

    MTJ perdeu o meu respeito com essa.

  • Artur

    Jonas relaxa, não é o MTJ que tá falando merda, é o Ibere Borges.

    Aliás, como sempre.

  • Achei muito boa a ideia de resenhar o disco com um infográfico! Concordo com alguns pontos, outros nem tanto. Mas, de novo, gostei muito da maneira que construíram a crítica ao álbum. Se me dão licença, gostaria de deixar aqui uma outra percepção sobre o disco (de minha pena): http://omusicologo.wordpress.com/2013/03/29/resenha-the-strokes-comedown-machine-2013/

    De certa forma, eu – que nunca fui muito fã dos Strokes – acabei bastante sensibilizado pela coragem -e coerência, se formos examinar bem – da banda com esse disco. Acho que pode ser um sinal positivo de que ainda veremos o florescimento de uma baita banda, longeva e provocante. 😉 Abraços!

  • Martins

    angles é o melhoro disco do strokes, facil. lindo.

  • Deborah

    Amo todos os álbuns do Strokes! Eles não poderiam ficar parados no tempo tocando músicas sobre jovialidades estando casados e com filhos! O Julian nem bebe mais, claro que aquela coisa arranhada e desprensiosa vai dar lugar a algo mais elaborado, cheio de swing (tal como o Julian e aquele jeitão desengonçado).
    Leva tempo pra acostumar, é claro, mas não estamos falando de brega ou forró que a base é a mesma e só muda a letra.
    Enfim, apesar dos pesares, amei o infonográfico! 😉

  • William Do Val

    É estranho, comecei a escutar Strokes tardiamente e por isso acredito que não sinto a nostalgia que os que escutaram Is this it. Desta forma, consigo ver a banda com uma certa distancia. Sinceramente acho First Impressions of the Word, é na minha visão absolutamente melhor que Room on Fire, que também é um ótimo cd. Quanto ao Comedown Machine, é um cd que demanda certa paciência, é difícil gostar logo de cara, mas com o tempo vai se tornando muito consistente. Call It Fate, Call It Karma, fecha estranha e perfeitamente o cd. O formato da resenha ficou muito legal, embora não concorde com tudo…

  • joao magalhaes

    Carta aberta aos fãs de Strokes dos primeiros três albuns, ESQUEÇAM. Seu ídolo é maior que aqueles hitsinhos pop/rock de 2000,eles crescem e mudam tá na hora de mudar sua percepção musical tamb.

  • 0 Observador

    Post interessante!

  • Marisa

    Gostei muito da reseha e concordo plenamente em gênero, número e grau com Gabriel,Déh,Ricardo, Debora,Wilian e João Magalhães, pois eles estão certíssimos e sabem tudo! Passei a curtir os Strokes pra valer tardiamente também e o álbum que mais gosto da banda é First Impressions of Earth por ter as 3 melhores músicas principais.Comedown Machine ostei de quase todas as músias, exerto One Way Trigger que é terrível! Nunca pensei que os Strokes, uma banda séra, pudessem fazer uma música dessas! Esse novo disco tá bem anos 80 com música eletrônica,dance, New Wave e rock do jeito que eu gosto! Vai aí um destaque para a dançante e ótima Welcome To Japan. Esses meninos sabem das coisas e é por isso qu são a melhor banda dos anos 2000! Nota 9 pro novo cd!