The Swell Season – Strict Joy

strictjoy

É impossível pensar em Glen Hansard e Marketá Irglová, os dois integrantes do The Swell Season, e não lembrar de Apenas Uma Vez, o filme irlandês independente que fizeram juntos e que lhes rendeu o Oscar de Melhor Canção Original em 2008. Assim como é fácil lembrar do relacionamento amoroso que logo após assumiram, e que terminou em janeiro desse ano.

É no clima desse término de namoro que a dupla lança Strict Joy, sucessor de Once (trilha sonora do filme, que por sua vez sucedeu o primeiro álbum do Swell Season, de mesmo nome). Porém, ao contrário do que se imagina, este não é um típico álbum ninguém-me-ama, ninguém-me-quer. A melancolia está lá, como se espera que esteja, mas nem só de desatino vivem os ex-pombinhos.

Dupla canta Falling Slowly no Late Show With David Letterman

O segundo álbum de Glen e Marketá vem carregado de… bem, bagagem, como é de se esperar. E não apenas de bagagem sentimental, mas um amadurecimento musical notório. Não que em trabalhos anteriores eles fossem imaturos, mas, dois anos após o grande sucesso do filme (cuja trilha sonora vendeu mais de 700 mil cópias) e do turbilhão gerado pelo Oscar e pelo Grammy, ambos mostram-se mais seguros e confortáveis com a fama e o sucesso. Isso fica evidente se você baixar comprar a deluxe edition do disco, que inclui versões ao vivo de músicas novas e antigas.

Independente disto, Strict Joy traz um doce começo, com Low Rising, passa pelos encantadores solos de Marketá em Fantasy Man e I Have Loved You Wrong, culminando na melancólica Back Broke.

O segundo disco do The Swell Season está aí pra mostrar folk de qualidade, e que os fins não precisam ser tão tristes assim.

  • Preciso escutar, deve ser tão lindo quanto o primeiro!

  • Eu não conseguiria ter uma dupla com um ex-namorado. #prontofalei

  • Sou mais que suspeita pra falar de The Swell Season, porque sou superultra fã deles! O novo álbum só veio aprimorar ainda mais a qualidade das canções do anterior e da TS de Once! Destaque para I have loved you wrong que é, na minha modesta opinião, a melhor do álbum! Folk Rock de primeira linha! Perfeito!