Tiê – A Coruja e o Coração

O segundo disco de Tiê é uma das grandes surpresas nacionais de 2011. As novas canções estão mais pop e tendem para o folk em vários momentos. Com letras inspiradas e versões, embora arriscadas, primorosamente executadas, as 11 faixas de A Coruja e o Coração compõe um repertório impecável.

A abertura do disco, com “Na Varanda da Liz”, mostra uma Tiê diferente daquela vista no álbum de estreia, com um instrumental mais denso. A segunda música é uma versão da recente “Só Sei Dançar com Você”, da Tulipa Ruiz, que remete ao country, cheia de detalhes e barulhinhos. Outra versão interessante é de “Mapa-Mundi”, gravada anteriormente por Thiago Pethit. Regravar dois artistas contemporâneos e conterrâneos foi um ato de extrema ousadia que resultou em duas canções belíssimas, com identidade própria. Comparar com as originais seria perda de tempo – cada uma delas tem suas (muitas) qualidades.

“Piscar o Olho” tem uma melodia de uma fofura irresistível e lembra um pouco a Lulina. “Perto e distante” conta com a participação de Jorge Drexler, que fará um show em parceria com a cantora na próxima edição do Rock in Rio. É nessa música que aparece a pérola “Quem Garante Que o Que Você É o Que o Outro Espera de Você?”. Uma crônica sobre uma garota que está longe do namorado pode ser apreciada em “Pra Alegrar o Meu Dia”, canção folk com um refrão óbvio, mas cativante, composto apenas por “Ah” repetido 30 vezes.

“Já É Tarde” seria um típico power pop se tivesse distorções de guitarra e efeitos de moog. Sem isso, ela se torna uma gostosa melodia bubblegum. “For You And For Me” é a única em inglês do disco e é seguida por “Hide And Seek”, que tem um clima lúdico, como se fosse uma brincadeira.

Pode parecer estranho, mas uma das músicas do álbum foi gravada pelos Aviões do Forró, Calcinha Preta, Ivete Sangalo e inúmeros outros intérpretes. O que poderia ser uma incompatibilidade de gêneros foi uma oportunidade para Tiê imprimir seu talento e personalidade na surpreendente “Você Não Vale Nada”. “Te Mereço” remete à delicadeza do primeiro disco e encerra o álbum.

A Coruja e o Coração é um trabalho com apelo pop, folk e indie, que tem potencial tanto pra tocar tanto em novelas quanto no Planeta Terra Festival, por exemplo. Com o novo disco, Tiê deu um passo firme para se tornar uma das principais cantoras brasileiras da atualidade. É alguém da qual não se deve tirar o olho em 2011.

  • Pedro Ivo

    Gostei muito do disco também!

  • Gabriel

    Prefiro o primeiro. Mas ficou bonitinho

  • Th Kuchta

    Ah, Tiê é uma linda, um encanto esse novo cd.