Tom Jobim é fã de Black Drawing Chalks – COMASSIM!?

Tom Jobim, mesmo estando meio… morto, aproveitou o tempo livre pra falar bem do Black Drawing Chalks. Simpático.

Falamos do Black Drawing Chalks aqui há pouco tempo, lembra? A banda faz um stoner rock que chega perto da perfeição, principalmente quando a gente se lembra que, no Brasil, não se faz muito desse rock sem rodeios – ou se faz, mas as bandas são um lixo. Quem parece concordar com a gente é Tom Jobim que, mesmo morto (!), declarou seu amor à ‘My Favorite Way’, uma das faixas do último disco dos Chalks, na revista Vice. Algum jornalista tem o mesmo nome do compositor? Alguém explica?

They come from the countryside of Brazil and do something rare for the country: well-played rock. They don’t slip into heavy metal, don’t add any elements from other genres, and don’t have a DJ. It’s plain, straight, and fast rock, which sounds even more powerful onstage. The single “My Favorite Way” is music to fuck. Or drink. Or drink and fuck. – Tom Jobim

Pedro D’eyrot e Gorgy, do Bonde do Rolê, também foram convidados para falar sobre Boss In Drama, Mixhell e… Faby Hilton, o que eu imagino ter sido mais uma das brincadeiras de mal gosto da banda. Tomara. Luísa Mandou um Beijo também foi resenhado no artigo, mas não ganhou muita aprovação. A Xuxa, parece, também apareceu pra falar mal do Glória (irra!). Ok, provavelmente não foi ela quem escreveu aquilo. Enfim, você vê tudo em viceland.com – e não deixe de reparar nos comentários, no fim da página, onde os brasileiros foram escorraçados pelos gringos. Mal educados.