Zémaria – The Space Ahead

Na maioria das vezes, vinhetinhas sem conteúdo e faixas longas demais são sinônimos de suicídio artístico. São esses elementos que fazem o The Hazards of Love, do The Decemberists, ser intragável, enquanto a ausência deles fazem o modesto Worldwide, do The Death Set, soar tão bem. Em seu novo disco, The Space Ahead, o Zémaria mostra que sabe misturar os ingredientes na medida certa, evitando o excesso de minimalismo e sem exagerar na complexidade de suas músicas.

O álbum é composto apenas por nove faixas (número que, para bandas como o Modest Mouse, não fazem mais do que um EP) e, para evitar o erro, nenhuma delas tem mais de cinco minutos de duração. Assim, o registro se torna fácil de ser digerido, aprovado e re-executado. É um electro finíssimo que banha em ouro o som do grupo e que, ao vivo, se transforma em um legítimo coletivo de rock, se levarmos em consideração sua presença de palco. Arrisco dizer, ainda, que se Calvin Harris resolvesse fundar uma banda de rock, seria exatamente assim que ela soaria.

Escrevi a resenha para o rraurl.com. Quer continuar lendo? Clica aqui.

4 Comentários para "Zémaria – The Space Ahead"

  1. Eu particuarmente achei o The Hazards of Love, do The Decemberists um dos melhores discos do ano.

  2. Muuuito bacana!
    Outra banda aqui do Espírito Santo que arrasa, show!
    Adorei esse CD.

    Vou conferir os outros dois albuns que citou.

  3. Valeu pela resenha . Agente ta feliz demais com esse disco .
    Barulho na medida ,tranquilidade na medida …e detalhe ,sem ficar se preocupando em medir .
    abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *