Paint It Black: An Alt Country Tribute To The Rolling Stones

A idéia de um tributo à melhor banda de rock do mundo, os Rolling Stones, totalmente calcado no alt country me pareceu aterrorizante. Mas após a primeira audição, a impressão que fica é de uma homenagem bem bacana aos clássicos dos Stones – que sempre tiveram uma quedinha pelo country.

Todos sabem (ou deveriam saber) da amizade que existiu entre Mick Jagger, Keith Richards e Gram Parsons. A relação foi mais marcante entre Keef e o cantor country, que falceu prematuramente aos 26 anos – por overdose de morfina e tequila.

Jim Sampas, o produtor do álbum escolheu delicadamente as bandas que se arriscariam nas modernas versões das velhas canções do Stones. Nomes como The Bittersweets, Over The Rhine e Giant Sand se destacam dos demais por demonstrarem ao mesmo tempo que é possível transformar canções consagradas em algo totalmente novo – mas mantendo aquela essência que só quem é fã consegue captar.

No geral, o tracklist é o seguinte:

01. Great Lake Swimmers – Before They Make Me Run
02. Matthew Ryan – Streets Of Love
03. Cowboy Junkies – Moonlight Mile
04. Hem – You Can’t Always Get What You Want
05. Everest – Sweet Virginia
06. The Bittersweets – Loving Cup
07. Giant Sand – Jumping Jack Flash
08. Lee Harvey Osmond & Mary Gauthier – Dear Doctor
09. Over The Rhine – Waiting On A Friend
10. The Handsome Family – Faraway Eyes
11. Blue Mountain – Torn And Frayed
12. Brian Ritchey – Paint It Black
13. Neal McCarthy & Ivo Matos – Wild Horses
14. Barbara Kessler – You Got The Silver
15. Anders Parker – Coming Down Again

Deixo duas canções pra vocês ouvirem. São elas “Wild Horses” (por Neal McCarthy and Ivo Matos) e “You Can’t Always Get What You Want” (por Hem):